Prefeitura e Cassems reforçam parceria para construção de hospital na cidade

A Prefeitura de Corumbá está reforçando a parceria com a Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), visando a construção de um novo hospital na cidade, desafogando a Santa Casa, única unidade hospitalar para atender a população corumbaense e ladarense, além de cidadãos bolivianos residentes em Puerto Quijarro e Puerto Suarez, principalmente. A Unimed também é parceira.

 

O assunto foi tratado na última semana, durante uma visita que o presidente da Cassems, Ricardo Ayache, fez ao prefeito Paulo Duarte. Ayache estava acompanhado do senador Delcídio do Amaral e participou do lançamento do programa habitacional Meu Doce Lar, que reduzirá o déficit habitacional na cidade, atendendo mais 1.040 famílias de baixa renda.

 

Na oportunidade o presidente da Cassems fez uma solicitação ao prefeito, doação de uma área de aproximadamente 5 mil metros quadrados “para viabilização de um Centro Médico, Centro de Diagnóstico e Hospital em Corumbá”, explicou em ofício.

 

“A interiorização do atendimento da rede própria é um projeto da Caixa que visa a qualidade da prestação de assistência à saúde, permitindo o acesso dos serviços aos servidores públicos estaduais, municipais e seus respectivos dependentes, evitando deslocamento para os grandes centros em busca de atendimento médico e diagnóstico especializado”, citou Ayache.

 

Este tipo de parceria já existe em Três Lagoas e a decisão de se construir um hospital em Corumbá se deve principalmente ao crescimento populacional da cidade, e ao fato de que no Município, a Caixa conta com mais de oito mil credenciados, sendo que aproximadamente três mil são funcionários da Prefeitura.

 

Para implantação desses serviços, segundo Ayache, será necessária uma área de aproximadamente cinco mil metros quadrados, com investimentos estimados da ordem de R$ 8 milhões, gerando empregos e renda para a população, contribuindo para o desenvolvimento da cidade.

 

O prefeito enalteceu a decisão de Ayache e já sinalizou a parceria que trará benefícios não só aos usuários dos sistemas privados de saúde, mas para toda população corumbaense. “Com mais um hospital teríamos maiores chances de trazer para a cidade um curso superior de Medicina, o que resolveria a dificuldade de atrair médicos para o interior, uma realidade em todo o País”, ressaltou.