Com recursos próprios, Prefeitura reforma e amplia Escola Monte Azul

O prefeito Paulo Duarte visitou nesta quarta-feira, 21 de maio, a Escola Municipal Rural Monte Azul, localizada no assentamento Taquaral. Acompanhado pela secretária municipal de Educação, Roseane Limoeiro, o chefe do Executivo corumbaense conversou com alunos, professores e acompanhou de perto as obras de reforma e ampliação da unidade escolar.

 

“Estamos praticamente reconstruindo a escola. Essa é mais uma obra executada unicamente com recursos próprios da Prefeitura”, destacou Duarte, lembrando das condições ruins em que o prédio se encontrava até bem pouco tempo atrás. “Dentro desse trabalho de priorizar a Educação, estamos focando nossas ações nas escolas onde a situação é mais urgente”, completou.

 

O prefeito reiterou ainda que o Monte Azul também será beneficiado pelo programa Bons Ventos. “Vamos climatizar toda a escola e, dessa forma, dar mais condições de ensino para as crianças dessa região”. A obra de reforma e ampliação deve ser concluída até o mês de setembro. Para isso, a Secretaria de Educação planeja um calendário diferenciado para os alunos do assentamento Taquaral.

 

 “Nossa intenção é utilizar todo o mês de julho para acelerar as intervenções no bloco onde hoje as crianças estão estudando”, explicou Roseane Limoeiro. O remanejamento, assegurou a secretária de Educação, não vai prejudicar em nada o calendário letivo planejado para a Escola.

 

Obra

 

Na Escola Municipal Rural Pólo Monte Azul, a Prefeitura está reconstruindo totalmente um dos blocos (com 130 metros quadrados de área construída), reformando as outras duas unidades do prédio e recuperando toda a parte elétrica. Corredores cobertos serão construídos para interligar todos os blocos da unidade de ensino. Do lado de fora, o muro foi concluído na única parte em que ainda estava cercada apenas por uma cerca.

 

“Depois da reforma a ampliação vamos ter uma biblioteca, sala de professores, sala pedagógica, sala de música e pretendemos até fazer um museu com instrumentos antigos usados na agricultura”, adiantou o professor José de Souza Silva, diretor da escola. Atualmente 220 crianças estão matriculadas na instituição da Rede Municipal de Ensino (Reme).