Exposição traz resultado de projeto estimulado pela Fundação de Cultura

Contemplado com recursos da Funarte, o Projeto de “Fototecnologia – O Homem Pantaneiro e Pantanal” realiza entre os dias 29 e 30 de abril, uma exposição com 60 imagens produzidas durante um workshop que usou a cidade de Corumbá como cenário para os registros.

 

O projeto teve como cerne mostrar como é possível contemplar a  fotografia por meio da tecnologia a partir do uso dos celulares e aplicativos gratuitos, unindo ainda as interatividades nas redes sociais Facebook e Instagram.

 

Ministrado pelo fotógrafo e publicitário Bruno Calanca Nishino, o workshop abordou técnicas de fotografia e também abriu um olhar de como entrar no mercado de trabalho com as fotos via celular.

 

Os participantes foram jovens entre 18 a 29 anos de idade e alunos do Moinho Cultural que se inscreveram de forma gratuita pela internet.

 

A exposição está montada na sala “10 Pantanais”, no Museu da História do Pantanal (MUHPAN), no Porto Geral de Corumbá. O horário de visitação é das 13h às 17h, com entrada gratuita. Após a exposição no MUHPAN, as fotos ficarão disponíveis na pagina  facebook.com/projetofototecnologia

 

Estímulo

 

O Projeto de Fototecnologia foi um dos cinco aprovados pelo município de Corumbá através do edital Micro Projetos do Pantanal, para o qual a Fundação de Cultura de Corumbá preparou os concorrentes com o intuito de munir com maior subsídio possível as propostas por eles apresentadas.

 

“Foi um trabalho de conquista para trazermos, pela primeira vez, um edital desse para nossa região. Juntos com o Governo do Estado, estimulamos os artistas a colocarem no papel suas ideias com oficinas e apoio técnico, inclusive com a visita do secretário executivo da Funarte”, lembrou a vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rolon.

 

Ela destacou que “a aprovação dos projetos mostrou que nossos artistas têm boas ideias e propostas condizentes” e reforçou que a Fundação de Cultura continuará a estimular a participação de artistas locais em editais culturais importantes.

 

“A Fundação de Cultura de Corumbá vai continuar nessa articulação com as demais esferas para que possamos trazer novos projetos culturais para Corumbá. Então, a gente pede para que os artistas mantenham-se atentos à Fundação, que tem por objetivo difundir cada vez mais capacitação e o aperfeiçoamento com a proposta de autonomia”, afirmou.

 

Além do projeto de Fototecnologia, foram contemplados pelo Edital Mais Cultura: Microprojetos Pantanal: Carla Lúcia Alves Soares (Eu Pertenço a Corumbá, Corumbá Me Pertence); Catarina Ramos da Silva (Saberes Seculares do Pantanal – Oficina de Artesanato em Aguapé com Guató); Franklin da Silva Melo (Revidarte – Recicle a Vida com Arte); Helker Ernany Corrêa (Se Essa Rua Fosse Minha , Eu Mandava Grafitar); e Lamartine José dos Santos (Escambo Cultural – Formação em Expressões Afrodescendentes).