Corumbá entre as 29 cidades gêmeas com tratamento especial

Você já ouviu falar de ‘cidades gêmeas’? Sabe o que isso significa? Pois Corumbá foi incluída pelo Governo Federal na lista das 29 cidades gêmeas do Brasil, o que significa dizer que passa a contar com benefícios, investimentos e ganhos financeiros diferenciados por estar entre os municípios brasileiros cortados pela linha de fronteira (seca e fluvial) e com grande potencial de integração econômica e cultural com outra(s) cidade(s) do país vizinho, além dos problemas característicos da fronteira, que adquirem maior densidade e efeitos diretos sobre o desenvolvimento regional e o município. Resumidamente, as cidades gêmeas se caracterizam pela integração urbana com os países vizinhos. No caso de Corumbá, com as cidades fronteiriças da Bolívia.

 

O prefeito Paulo Duarte festejou a portaria federal, publicada no último dia 24 de março no Diário Oficial da União, e classificou-a como uma grande conquista para Corumbá. “Para nós é muito importante o Governo Federal, por meio do Ministério da Integração Nacional, ofertar esse tratamento diferenciado às cidades tidas como gêmeas. Aqui em Corumbá há mais de 700 alunos bolivianos que atravessam a fronteira diariamente para estudar na nossa rede municipal de ensino, sem falar do atendimento na rede de saúde, que também absorve uma grande demanda estrangeira, do turismo, do comércio etc. Tecnicamente e politicamente estamos preparados para atender a portaria”, destacou o prefeito.

 

A portaria federal atende uma demanda antiga da cidade, tanto que foi discutida na última Conferência Municipal das Cidades, promovida pela Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (FUPHAN) de Corumbá em 2013, levada à fase estadual e posteriormente apresentada na etapa nacional, em novembro do ano passado.


Entre as outras cidades classificadas como “gêmeas” pelo Governo Federal estão os municípios de Dourados e Ponta Porã com Pedro Juan Caballero (Paraguai), Corumbá e Puerto Suarez (Bolivia), Jaguarão e Rio Branco (Uruguai), Rivera e Santana do Livramento. O turismo de compras também deve ser bastante ativado, atraindo também os visitantes de outros paises vizinhos.