HPV: Corumbá disponibiliza nove postos e leva vacina também para as escolas

A Prefeitura de Corumbá está disponibilizando nove postos de vacinação contra a HPV (Papiloma Vírus Humano) que está sendo desencadeada nesta segunda-feira, 10, em todo o Município. São unidades de saúde localizadas em pontos estratégicos da cidade e para reforçar ainda mais a campanha, a imunização será realizada também nas escolas.

 

A campanha vai atingir meninas na faixa etária de 11 a 13 anos. A imunização está a cargo da Secretaria de Saúde e a meta é vacinar 3.207 crianças. O coordenador de imunização da Secretaria de Saúde de Corumbá, Wangley Campos, informou que as doses estão sendo entregues na manhã de hoje às unidades de saúde do Município. Wangley explica que o objetivo é vacinar 1.058 meninas com 11 anos; 1.077 com 12, e 1.072 com 13 anos.

 

O cronograma nas escolas está sendo fechado pela Secretaria de Saúde em conjunto com a Secretaria de Educação. No entanto, já está definido que o primeiro estabelecimento de ensino a ser visitado será o CAIC Padre Ernesto Sassida.

 

A vacina é oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para adolescentes do sexo feminino de 11 e 13 anos. Para as indígenas, a vacinação é a partir dos 09 anos até os 13, época mais favorável para a aplicação da dose, uma vez que as mesmas ainda não iniciarão a vida sexual, não foram expostas ao vírus.

 

“Se atingirmos 100% da aplicação de todas as doses recebidas teremos uma grande vitória, pois sabemos que, para a vacinação, necessitamos da autorização dos responsáveis e temos receio que algumas religiões não autorizem essa aplicação”, observou, lembrando que é preciso que os pais saibam a importância da aplicação da vacina.

 

O HPV é a principal causa do câncer de útero e a imunização só estará completa depois de três doses. A segunda deverá ser tomada seis meses após a primeira e a terceira após cinco anos.

 

O HPV é um condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista. Trata-se de uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pelo Papilomavírus humano (HPV). Atualmente, existem mais de 100 tipos de HPV – alguns deles podendo causar câncer, principalmente no colo do útero e do ânus.

 

Entretanto, a infecção pelo HPV é muito comum e nem sempre resulta em câncer. O exame de prevenção do câncer ginecológico, o Papanicolau, pode detectar alterações precoces no colo do útero e deve ser feito rotineiramente por todas as mulheres.

 

Nesta campanha, as unidades de saúde onde a vacina pode ser encontrada são a do Dom Bosco, localizada na Alameda das Laranjeiras, 170, Bairro Dom Bosco; Vitória Régia, na Alameda Antônia s/n, Cristo Redentor; Kadwéus, na Rua Cyríaco de Toledo s/n, Kadwéus; Paulo Maisato, na Rua Cyríaco de Toledo s/n, Nova Corumbá; São Bartolomeu, na Rua Pernambuco s/n, João de Deus; Centro Saúde da Ladeira, na Ladeira Cunha e Cruz s/n, Centro; Fernando Moutinho, na Rua Rio Grande do Sul, s/n, no Cristo Redentor; Breno de Medeiros, na Rua Cyríaco de Toledo s/n, Bairro Popular Nova, e no Ênio Cunha, na Alameda Tamengo, s/n, Cervejaria.