Corumbá fecha fevereiro com recorde de atendimento aos MEIs

Corumbá fechou o mês de fevereiro com um número recorde de formalizações e atendimentos a Microemprendedores Individuais (MEIs). O número foi bem superior à média mensal registrada pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, via Sala do Empreendedor.

 

Conforme informações do secretário Pedro Paulo Marinho de Barros, de Indústria e Comercio, em fevereiro foram registrados 139 atendimentos, dos quais 38 microempreendedores individuais formalizados, por meio de um trabalho desenvolvido diretamente na Sala do Empreendedor, bem superior à média de 2013, que foi de 68 atendimentos por mês.

 

“Batemos o recorde de formalizações de MEIs e de atendimentos registrados pela Sala do Empreendedor. O aumento significativo em fevereiro tem tudo a ver também com o carnaval, que gerou emprego e renda para a família corumbaense. Isto fez com que a procura pelo atendimento disponibilizando pela Sala do Empreendedor também aumentasse significativamente”, revelou Pedro Paulo.

 

O secretário informa ainda que o ranking de geração de emprego de janeiro, quando Corumbá foi destaque em nível de Estado, esta relacionado com maior número de Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e, principalmente, de Microempreendedores Individuais formalizados.

 

Em janeiro, o saldo de contratações formais (carteira assinada) em Corumbá apresentou o seu melhor resultado dos últimos 5 anos: 216 novos postos de trabalho, conforme dados do Ministério do Trabalho e Emprego. Em números absolutos, isso coloca a Cidade Branca à frente das três maiores cidades do Estado, ou seja, Três Lagoas (209), Campo Grande (73) e Dourados (negativo em 309).

 

Marketing

 

“O número de atendimentos mostra também que a informação relacionada ao empreendedorismo esta, cada vez mais, sendo disseminada pela cidade”, observa o secretário, tendo como base, o último relatório de desempenho divulgado pela Secretaria, por meio da Sala do Empreendedor.

 

O relatório comprova que o número de atendimentos da Sala tem aumentado mensalmente. Pedro Paulo ressalta que é reflexo do trabalho desenvolvido pela Prefeitura: marketing “boca-a-boca”, do banner de identificação na porta da secretaria, das reportagens veiculadas imprensa e das indicações do Sebrae.

 

Somente em fevereiro, o número de microempreendedores individuais formalizados chegou a 38, 111% acima de janeiro, 18, e dois a mais que a melhor marca registrada em 2013, 36 formalizações e m novembro. Os demais meses apresentaram 07 em maio, 12 em junho, 12 em julho, 28 em agosto, 16 em setembro, 15 em outubro e 12 em dezembro, totalizando 195 formalizações desde a implantação do programa voltada ao microempreendedor individual, além de 49 alterações de dados.

 

O relatório cita ainda os principais tipos de negócios abertos em fevereiro: 11 na área de comércio de alimentos; quatro lava-jato; quatro comerciantes de roupas, e quatro cabelereiros.

 

Outra informação é que nos dois primeiros meses do ano, dos 100 homens atendidos, 24 se formalizaram, 24% do total. Já em relação às mulheres, das 163 atendidas, 32 se formalizaram, 19,63%.

 

O relatório apresenta também o resultado de uma pesquisa de satisfação de atendimento iniciada em setembro que considerou como ótimo o trabalho desenvolvido pela equipe da Sala do Empreendedor da Secretaria de Indústria e Comércio.