Com história do cinema, Vila faz da General Rondon calçada da 7ª Arte

Última escola de samba a passar pela General Rondon, já na madrugada desta segunda-feira, a Vila Mamona fechou o desfile do grupo de acesso do Carnaval Cultural de Corumbá contando um pouco da história do cinema. Personagens que marcaram época nas telonas foram lembrados pela agremiação, como James Bond, Sherlock Holmes, King Kong, Mazzaropi e Xuxa.

 

A comissão de frente, coordenada pelo coreógrafo Jô Diuary, representou um set de filmagem e foi um dos principais destaques da Vila. O quesito trouxe encenações clássicas de sucessos muito conhecidos, como o Gordo e o Magro, A Bela e a Fera, Tropa de Elite, Freddy Kruger, Star Wars, Jason, Pânico, e O Massacre da Serra Elétrica.

 

Os épicos Tróia e Titanic também foram representados em alegorias, assim como a maior premiação do cinema mundial: o Oscar. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, formado por Carlinhos Sorriso e Patinha, estava fantasiado de Frankstein e sua Noiva, longa-metragem rodado na década de 30 e que ainda hoje assusta muita gente.

 

Enquanto as baianas representaram os rolos de filme, a bateria veio de Poderoso Chefão. A bela Kartilene Diniz, madrinha da bateria, fez uma alusão à Penélope Charmosa e, como tal, o rosa foi a cor predominante de sua fantasia. O Conde Drácula, Carmem Miranda, Mágico de Oz, Procurando Nemo, O Mascara e ET-O Extraterrestre foram lembrados nas alas.  

 

A escola desfilou com todas as 14 alas e quatro carros alegóricos muito bem amarrados com o enredo “A Vila faz da Avenida a Calçada da 7ª Arte”. A Vila Mamona, 14 vezes campeã do Carnaval de Corumbá, trouxe para a avenida cerca de 650 empolgados componentes.