Blocos oficiais levam alegria à passarela do samba no Carnaval de Corumbá

Com alegria e animação, Corumbá mostra mais uma vez que seu carnaval é contagiante. Iniciado na noite de ontem e encerrado somente na madrugada deste domingo, o desfile dos 11 blocos oficiais trouxe ainda mais beleza e irreverência para a passarela do samba. Segundo estimativas da Policia Militar, cerca de 30 mil foliões compareceram ao quarto dia de folia na capital pantaneira.

 

Homenageando personalidades e entidades corumbaenses, as agremiações carnavalescas encantaram o público das arquibancadas. “É a primeira vez que assisto o desfile dos blocos oficiais e realmente é uma festa linda e contagiante”, contou a carioca Eliaziar Alves, moradora da cidade de Ladário. “Com tanto carisma na passarela, acho que vai ficar difícil para os jurados escolherem um favorito, pois todos merecem nota dez”, observou a foliã.

 

Para a vice-prefeita e presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rolon, o carnaval da cidade está sendo feito com segurança, qualidade e alegria. “A Prefeitura, em parceria com a Polícia Militar, Guarda Municipal e Agetrat, priorizou esse quesito para que a população sinta-se à vontade ao participar dessa grande festa”, enfatizou a vice-prefeita.

 

Márcia ainda aproveitou para elogiar a pontualidade do desfile. “Estou muito feliz, pois começamos o desfile às 20h30 em ponto, algo que é fundamental para as agremiações e para que tudo aconteça perfeitamente”, declarou Márcia Rolon.

 

Novidade

Durante a festa, os idosos, deficientes e portadores de necessidades especiais contaram com um espaço para assistir confortavelmente aos desfiles das agremiações carnavalescas.

 

A noite foi encerrada com o show do Marquinhos e banda que se apresentou no palco central montado na Praça Generoso Ponce.

 

O desfile

 

O mais tradicional de Corumbá, o Flor, abriu o desfile dos blocos. Mantendo a tradição, a beleza das fantasias inovou com a roupa feminina que pela primeira vez trocou o tradicional verde pelo tom vermelho e bastante florido, já aos homens, o tradicional Sarongue deu o ar elegante e ousado.

 

Em seguida veio o o bloco Afro Samba Reggae. Representando a cultura afro descendente, a agremiação carnavalesca contou com adereços que estampavam mascaras negras com detalhes em vermelho,dando um brilho especial à passagem do bloco.

 

Terceiro bloco a desfilar, o Bola Preta empolgou a avenida com o samba-enredo “Para não morrer no Carnaval”, comandada por sua bateria em trajes com bolas pretas.

 

Com o samba-enredo que conta as noites corumbaenses através de seu personagem “Oliveira”, o bloco Oliveira Somos Nós representou todo cidadão da cidade branca que sabe como aproveitar as noites quentes da Capital do Pantanal.

 

Nação Zumbi trouxe para General Rondon um carro abre-alas “Zumbi Pirata. O samba enredo, puxado por seus 70 componentes caracterizados como piratas, ditaram o ritmo e colocou a arquibancada de pé para acompanhar sua passagem.

 

Águia da vila homenageou Luis Cambará na Avenida,contando a história e o dia a dia de sua comunidade passando pelas belezas naturais, tidas como um presente de Deus no local.

 

Com o enredo ‘Se beber não dirija”, o bloco Arthur Marinho incentivou a prática do carona para aqueles que exageram na dose durante as festividades.

 

Os intocáveis trouxe para avenida uma comissão de frente muito bem coreografada e convidou o público para juntos cantar o samba-enredo batendo na palma da mão.

 

O bloco Vitória Régia homenageou o clube corumbaense e fez pela primeira vez um desfile filado à liga dos blocos oficiais do carnaval de Corumbá.

 

O Clube dos Sem desfilou na passarela do samba falando sobre a saudade sem fim, uma forma de homenagear Edson Duarte e Osvaldo, o popular “Rolinha”.

 

Encerrando o desfile dos blocos oficiais, o Praia Bola e Cerveja, atual campeão, relembrou a mais tradicional festa de São João do Centro Oeste.  Os festeiros do banho de São João também fizeram parte da festa sendo lembrados e homenageados.

 

Apuração

Na quarta-feira de Cinzas, quando acontece a apuração das notas dadas pelos oito jurados, quatro quesitos serão avaliados: melodia, bateria, evolução e harmonia. A apuração será às 16h00.