Projeto “Leitura que encanta” beneficia alunos do Djalma de Sampaio Brasil

A escola Municipal Djalma de Sampaio Brasil e o Centro de Educação Infantil Serv Carmo inaugurou na tarde dessa segunda-feira, 24, a sala de aula “Leitura que encanta”, um espaço reservado para o conhecimento, emoção e imaginação dos 800 alunos que estudam na instituição. O acervo literário, que compõem a pequena biblioteca, foi adquirido com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 

 

Momentos antes de inaugurar o espaço, os alunos da 1ª série A fizeram uma dramatização a partir do conto português, “O menino e a Coca”, interpretado pela cantora e compositora Bia Bedran.  “Eles adoram trabalhar com esse universo fantasia, que leva a criança a desenvolver os sentimentos e a imaginação de forma prazerosa e significativa, além de ser uma forma de alfabetizar letrando”, disse a professora Maria Franciane, responsável por trabalhar de forma bem criativa os contos literários.

 

 

Presente à cerimônia de inauguração da nova sala de leitura, a secretária de Educação, Roseane Limoeiro, falou da importância da escola buscar conhecer e desenvolver nas crianças as competências da leitura e da escrita. “Sou professora de português e há mais de 12 anos trabalho com a formação de professores. Destaco sempre como é fundamental e essencial o gosto de ler e a amar a literatura, essencial para o início desse encantamento”, observou.

 

 

 

Para a diretora da escola, Verônica Chaparro de Vicena, a literatura infantil pode influenciar de maneira positiva no processo de aprendizagem dos alunos. “O indivíduo alfabetizado tem seu universo ampliado e pode exercer de forma digna a cidadania. E quem lê mais automaticamente desenvolve mais vocabulário e mais idéias”, enfatizou a diretora.  Verônica explica que as visitas à sala de leitura serão feitas uma vez por semana.

 

 

As propostas metodológicas serão desenvolvidas durante todo o ano letivo e envolverão várias atividades, como leitura de textos verbais, e não-verbais, imagens, textos, filmes, dramatizações, reprodução oral e escrita, recontos, releitura, interpretação, saraus de poesias, oficina de redação, produção de textos através da escrita e do desenho e jogos de alfabetização.