Agricultores concluem cursos para qualificar produção em assentamentos de Corumbá

Após anunciar a reforma da escola Pólo Rural Monte Azul, no assentamento Taquaral, o prefeito Paulo Duarte, participou na tarde desta quarta-feira, 12 de fevereiro, da formatura de quase 100 pessoas que freqüentaram durante o ano de 2013 cursos do Pronatec Rural e do Programa Negócio Certo Rural.

 

Ambos os programas são frutos de parcerias, sendo o Pronatec entre a Prefeitura Municipal de Corumbá, através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR); e o Negócio Certo Rural entre a Prefeitura, por meio da Secretaria de Produção Rural, Sindicato Rural,  SEBRAE e o SENAR.

 

Diante da conquista, muitos participantes renovaram suas expectativas em novas conquistas e realizações a exemplo de produtor rural Braz Turíbio Chaparro, do assentamento Paiolzinho, que frenquentou as aulas do curso Bovinocultura de Leite. “Rasgou o véu da ignorância porque quando ‘leiteávamos’ na fazenda era tudo de forma rudimentar, hoje não, temos a tecnologia e sabemos das doença que podemos e devemos prevenir na ordenha” comentou ao revelar que já está adquirindo animais para começar a produção leiteira.

 

Para Rosenilda Braga da Leão, 34 anos, o curso de Agricultura Familiar trouxe novas práticas e possibilidades, algo que ela não quer apenas guardar para si. “Aprendemos muitas coisas no curso, como por exemplo, jogávamos a ‘palhada’ ou a queimávamos e isso poluía a natureza. Descobrimos que essa matéria pode virar um produto orgânico para usar em nossas plantas. O que mais quero é colocar tudo que aprendi em prática e divulgar esses conhecimentos a demais pessoas”, afirmou a produtora que mora no assentamento Tamarineiro II Sul.

 

Os cursos oferecidos pelo do Pronatec Rural foram: Preparador de doces e conservas (Distrito de Albuquerque); Agricultura Familiar (Assentamento Paiolzinho); e  Bovinocultor de leite (Assentamento Taquaral), cada um com 200 horas-aulas.

 

Presente no evento, Maria do Rosário Almeida, representante do superintende do SENAR, Rogério Beretta, lembrou aos formandos que, além do conhecimento, os cursos abrem outras possibilidades na área de investimento (linhas de créditos) para incremento e melhoramento das propriedades e suas atividades. Ela ainda destacou a formação de quase 800 pessoas no ano de 2013 pela instituição e que uma nova agenda já foi montada para 2014.

 

Em seu discurso, a secretária de Assistência Social e Cidadania, Andrea Cabral Ulle, destacou o pequeno número de evasão. Do total de 90 inscritos, apenas 3 não concluíram os cursos. “Acreditaram na possibilidade de capacitarem, aprenderem novas técnicas para que a vida no campo seja cada vez melhor. Foi um trabalho articulado entre vários setores ao destacar a área da Educação, que cedeu espaço das escolas municipais; o serviço do CRAS Rural, que realizou pesquisa para definir a oferta dos cursos; aos proprietários que cederam suas atividades práticas e demais instituições.

 

Ela também leu o trecho final da carta enviada pela ministra Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome) que parabenizou o grande número de formandos. “Finalizo frisando que a conquista do diploma Pronatec Brasil sem Miséria é resultado do esforço pessoal de cada um de vocês, para chegar até esse momento, vocês sacrificaram horas de sono,de trabalho, de convívio com a família. Temos muito orgulho de vocês e esperamos que continuem estudando e apostando nesse Brasil que cresce junto com vocês”, dizia o texto.

 

O saldo positivo de alunos que concluíram os cursos em comparação ao número de inscritos também foi bastante frisado pelo prefeito Paulo Duarte que, mais uma vez, afirmou seu compromisso com o campo. Ele pontuou que a conquista do diploma é apenas mais uma ação dentro da política de inclusão social promovida pelo Governo Federal e lembrou do grande desafio que é governar uma cidade como Corumbá, cuja extensão territorial ultrapassa os 65 mil quilômetros quadrados.

 

“O Brasil passa por uma grande transformação. Hoje muitas pessoas, principalmente as mais humildes, estão podendo ter acesso a créditos, bens, serviços e conhecimento. É importante saber que as coisas se constroem com parceria. A evasão foi muito pouco, o que demonstra os esforços de todos vocês”, falou.

 

“Temos grande desafio, pois somos o 11º município em extensão do país. As pessoas pensam que Corumbá é do Porto até o bairro Guatós, se estendendo ao Anel Viário. Reforço o compromisso do contato com e do respeito por todos, desde quem mora na região central da cidade até quem vive na zona rural”, disse.