SPU repassa à Prefeitura imóveis que atenderão Cultura, Saúde e Assistência

A Superintendência de Patrimônio da União de Mato Grosso do Sul (SPU/MS) cedeu à Prefeitura de Corumbá a posse de cinco imóveis e dois terrenos localizados na zona urbana da cidade. As áreas, conforme explicou o prefeito Paulo Duarte, serão utilizadas para abrigar importantes serviços à população corumbaense.

 

“Esse ato trará benefícios incalculáveis para a nossa Cidade Branca nas áreas de saúde, cultura e assistência social”, afirmou o prefeito, agradecendo a colaboração da Superintendência de Patrimônio. “A SPU tem nos ajudado muito a resolver alguns problemas de várias décadas”, completou o prefeito.

 

“Esse ano vamos dedicar muito tempo a Corumbá”, complementou Mário Sérgio Sobral Costa, superintendente da SPU no Estado. Ele permanece em Corumbá nesta sexta-feira, 31, quando cumpre agenda com a diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, que participou do ato de cessão.

 

A vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon, a secretária de Saúde, Dinaci Ranzi, a secretária de Assistência Social e Cidadania, Andrea Ulle, e o secretário de Governo, Márcio Cavasana, também participaram da reunião, realizada na tarde dessa quinta-feira na Prefeitura.

 

As áreas

 

Os imóveis foram cedidos ao Município pelos próximos 20 anos, período que pode ser renovado e estendido. Para a Fundação de Cultura foi repasso o prédio localizado na rua Antônio Maria Coelho, esquina com a 13 de Junho, onde funcionará a sede da Escola de Música Manoel Florêncio.

 

A Secretaria de Saúde recebeu dois terrenos, ambos localizados no bairro Popular Velha, sendo um na rua Monte Castelo e outra na rua Projetada. No primeiro será construído o Centro de Atenção Psicossocial – álcool e drogas (CAPS ad). O segundo deve receber o Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil (CAPSi).

 

Os dois projetos já foram, inclusive, protocolados no Ministério de Saúde, onde o município busca capitanear recursos para a construção dos equipamentos, atualmente instalados em prédios alugados.

 

Para a Secretaria de Assistência e Cidadania foram destinados quatro prédios: na avenida Santa Cruz, onde será instalado um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); na Porto Carreiro, local destinado para um Centro de Especialidades de Assistência Social; na Gonçalves Dias, onde funcionará o CRAS Itinerante; e outro na avenida Santa Cruz, onde ficará o Cras Rural. Os imóveis precisam ser reformados e adaptados para bem atenderem a população.