Escolas de Samba recebem primeira parcela e viajam para compras

A Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Cultura de Corumbá, fez na tarde dessa terça-feira, 10, o repasse financeiro de R$ 150 mil referente à primeira parcela, para que as agremiações carnavalescas possam, de forma antecipada, fazer as compras de materiais que serão utilizados na confecção de fantasias para o Carnaval 2014.

 

A verba foi entregue à Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá) que fará o repasse às agremiações. O valor para cada escola de samba do grupo especial foi de R$ 17 mil, enquanto as do grupo de acesso receberam R$ 11 mil. A Liesco fica com 3% do valor total como taxa administrativa, para cobrir despesas com o carnaval.

 

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon, o repasse com antecedência foi inédito, “uma inovação do prefeito Paulo Duarte, para que as entidades tenham maior tempo para comprar os materiais, ao contrário dos anos anteriores quando o repasse acontecia somente um mês antes do carnaval”.

 

Márcia informou também que a entrega da segunda parcela deve acontecer em janeiro e a terceira em fevereiro, cada uma no valor de R$ 225 mil. “Lembramos que a segunda e a terceira parcela só serão entregues mediante a prestação de contas da primeira. Estamos fazendo isso para que nosso carnaval seja o mais transparente possível”, comentou. “Queremos implantar essa prática para que não ocorram problemas futuros”, completou a diretora.

 

Para o presidente da Liesco, Enilde Vital da Costa, o repasse antecipado vem ao encontro dos anseios das agremiações. “Há anos vínhamos pedindo para que essa entrega fosse feita logo na nossa primeira viagem, mas nunca conseguimos ser atendidos. Agora não, graças a esse compromisso que o Paulo Duarte teve com as escolas, vamos poder comprar à vista e não com a linha de crédito que tínhamos. E com dinheiro na mão, temos condições de barganhar e garantir um desconto de até 40% na hora da compra”, concluiu.

 

Os carnavalescos embarcam ainda esta noite para São Paulo. Na capital paulista o grupo deve permanecer por três dias realizando as compras dos materiais utilizados na confecção das fantasias e dos carros alegóricos.