Conjunto de ações foram responsáveis por destaque de Corumbá no Turismo

Um somatório de ações foi o que tornou Corumbá o Pólo de Turismo do Centro-Oeste Brasileiro, segundo a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes. Além disso, o município pantaneiro foi o que mais evoluiu em competitividade, conforme resultados da 5ª edição do Índice de Competitividade do Turismo Nacional, ferramenta desenvolvida pelo Ministério do Turismo, SEBRAE e Fundação Getúlio Vargas para mensurar o nível de desenvolvimento do turismo nacional.

 

“Esta é a coroação e o reconhecimento dos avanços positivos do turismo de Corumbá iniciado há décadas, que hoje tem seu ápice no reconhecimento do Ministério do Turismo pelas práticas implantadas nos últimos 12 meses, a partir da visão do Prefeito Paulo Duarte em trabalhar o segmento como vetor econômico de desenvolvimento local, consorciado ao profissionalismo da equipe técnica da FUNDTUR/Pantanal, integrada com as Fundações e Secretarias da administração publica atual, em cooperação com os empresários e organizações de fomento para o desenvolvimento do setor turístico”, avaliou.

 

Entre as não capitais, Corumbá foi a cidade que mais se desenvolveu nos últimos dois anos, principalmente pela infraestrutura geral, o que se deve, em parte, ao serviço público de atendimento médico em emergências 24 horas, e pelos atrativos turísticos, relacionados à conservação ambiental de seus recursos, especialmente no Pantanal.

 

A metodologia adotada leva em consideração conceitos do Índice de Competitividade do Fórum Econômico Mundial, que avalia diversas dimensões do setor em escala global. Conforme os dados apresentados, entre 2011 e 2013, o índice geral do município subiu de 49 para 57,7, e os pontos que mais contribuíram para isso foram: políticas públicas, cujos índices evoluíram de 54,8 para 62,4; Monitoramento, de 42,9 para 47,7; e aspectos culturais, de 44,7 a 59,1.

 

As ações em políticas públicas para o setor do Turismo, nos últimos 12 meses e que contribuíram para o destaque nacional do município de Corumbá foram: a criação de órgão oficial municipal exclusivo de turismo: Fundação de Turismo do Pantanal; a implantação de dois Centros de Atendimento ao Turista (CAT): rodoviária e aeroporto, fronteira e porto geral no centro de convenções; a implementação do Conselho Municipal de Turismo – COMTUR/Corumbá; a Parceria e Cooperação entre Poder Público e Entidades de Fomento para o Setor: SEBRAE, FECOMÉRCIO/MS. SESC/MS, SENAC/MS, FIEMS, Câmara Empresarial de Turismo de Mato Grosso do Sul; o alinhamento e visão sistêmica para o desenvolvimento territorial – Turismo de Fronteira; e a captação de recursos federais, através de projetos aprovados tecnicamente pelo SINCOV.

 

Com relação ao monitoramento, a pesquisa de fluxo turístico e movimentação econômica no “Carnaval Cultural” 2013 e a implantação do Observatório do Turismo do Pantanal de Corumbá, cujo objetivo e quantificação e monitorar a atividade turística, tanto na área urbana como rural, foram elementos fundamentais para a avaliação positiva do Ministério do Turismo.

 

Já quanto aos aspectos culturais, somaram-se ao bom desempenho de Corumbá: a recepção e promoção dos eventos culturais alavancadores de fluxo turístico: Carnaval Cultural, Arraial do Banho de São João e Festival América do Sul; a ação intersetorial com as Fundações e Secretarias; as práticas de Inovação e responsabilidade social, desenvolvendo artesanato com o material do Carnaval Cultural: pasta de vinil com aplicação do couro de peixe, feito por artesãos corumbaenses; e a melhoria da oferta turística: PAC Cidades Históricas e Sinalização turística do Centro histórico.

 

Ao prever os próximos passos para o setor em Corumbá, Hélènemarie destacou a continuidade de ações integradas a fim de desenvolver toda a região. “Este reconhecimento torna maior ainda o nosso desafio frente ao desenvolvimento turístico nos próximos anos, não só com o compromisso de trabalhar em âmbito local, mais ainda na indução de fluxo turístico para a Região do Pantanal e a Bolívia, bem como na consolidação de roteiros integrados entre regiões e estados, aumentando a competitividade de Corumbá e territórios as quais se insere”, frisou.