Casamento Comunitário oficializa união de 96 casais em Corumbá

Com todos os rituais que a tradicional celebração exige, 96 casais formalizaram a união civil durante a oitava edição do Casamento Comunitário, organizada pela Prefeitura Municipal de Corumbá, através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania. A cerimônia aconteceu na tarde do sábado, 30 de novembro, no Centro de Esportes Cultura e Lazer Não Guató e foi conduzida pela juíza de paz, Neide Daud dos Santos Lins.

 

Muitos casais fizeram questão de cumprirem a risca o figurino e não deixaram de lado o vestido branco, veú e buquê, para elas; e o paletó, para eles. A organização também não se esqueceu de nenhum detalhe, desde o tapete vermelho e flores na decoração, passando pela marcha nupcial, estúdio de fotografia, bolo e champanhe, chuva de arroz e até presentes.

 

Por trás do sorriso de cada casal, histórias de amor que possibilitaram a formação de famílias como o caso de Renata de Jesus Roca e Reginaldo de Jesus Nunes. Há 13 anos juntos, eles são pais de um casal de crianças, com 9 e 2 anos de idade, e decidiram oficializar a união para provar que a maior festa popular da cidade, o carnaval, é uma boa oportunidade para se encontrar o amor.

 

“Nossa história começou durante o carnaval, mostrando que o amor de carnaval, ao contrário, do que muitos dizem continua mesmo depois da festa. Nos conhecemos dançando e eu estava com sede”, começa Renata a contar.

 

“Eu a observei. Como estava com uma pulseira de ouro, resolvei trocar a joia por 4 garrafas de água e me aproximei do grupo de amigas onde ela estava. Dei uma pra ela e o restante para as pessoas que a acompanhavam e aí começamos a conversar, a dançar e estamos junto até hoje”, lembrou Reginaldo, mostrando que verdadeiramente é um companheiro ao usar o traje completo para a cerimônia assim que soube que Renata não dispensaria o vestido de noiva.

 

“Não podia vir simples, já que ela estaria de vestido, buquê e véu. Foi um desejo dela e eu resolvi que também estaria com traje a rigor”, comentou o noivo que permaneceu durante toda a cerimônia com o paletó, mesmo diante das altas temperaturas da tarde tipicamente corumbaense.

 

Estimulada pelo companheiro com o qual já possui duas filhas, Paula Daniela da Silva foi uma das noivas que também não dispensou o tradicional vestido branco na “hora de dizer sim”. Natural de Poconé, a jovem de 28 anos de idade, confessou que, quase não participou do momento único em sua vida.

 

“Foi o Marcelo que falou para gente aproveitar a oportunidade, mas eu pensava que ia dar muito trabalho toda essa parte da inscrição, da papelada que é necessária, mas não, me surpreendi, foi tudo muito rápido e, agora, eu estou muito feliz por poder casar com ele de papel passado”, afirmou a noiva que disse que, após a cerimônia civil, a comemoração iria continuar na casa do casal com um churrasco para toda família.

 

Após a entrada pelo tapete vermelho com a marcha nupcial, executada pela banda Manoel Florêncio, os 96 casais tiveram seus nomes lidos pela juíza de paz e responderam a pergunta mais esperada da tarde com um sonoro “sim”. Um a um, cada casal se dirigiu a uma das duas mesas onde, juntamente, os padrinhos: Roseane Limoeiro (secretária municipal de Educação) e Nilo Correa (Subsecretario de Assistência Social e Cidadania), Luiz Mário Preza Romão (secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) e Benedita Aparecida Arruda Romão, Vitor Raphael de Almeida (gerente de Políticas para Juventude) e Luciene Deová (diretora-presidente da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal), Hélènemarie Dias Fernandes (diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal) e Luiz Ricardo Julião Rocha (secretário executivo da Fundtur Pantanal) assinaram o livro de registros.

 

Depois das assinaturas, a troca das alianças e o brinde com champanhe. O prefeito Paulo Duarte e a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Maria Clara Scardini assistiram a toda cerimônia e participaram do brinde com os casais.

 

“Para nós, da Administração Municipal, e para os casais, é muito mais do que uma formalização feita pela juíza de paz. Na verdade, é a celebração do amor para muitas pessoas que já estão juntas há muito tempo, é a renovação dos votos da vida em comum, do casamento e da família; para os casais que, hoje, estão se casando e passarão a viver juntos, também. Em nossa equipe de Governo, pensamos muito mais do que em fazer obras, queremos, realmente, cuidar das pessoas, ter esse olhar carinhoso e respeito com a população, principalmente, com as pessoas mais humildes. Esta solenidade é uma celebração do amor e da família, que é aquilo que a gente precisa ter cada vez mais em nossas mentes e em nossos corações”, discursou o prefeito aos casais e convidados.

 

Ao som de canções românticas, os casais passaram novamente pelo tapete vermelho onde receberam uma chuva de arroz, como gesto de desejo de prosperidade. Eles foram para s mesas onde receberam os cumprimentos e festejaram ao lado dos familiares. Ainda houve o sorteio de mais de 100 presentes para os casais.