Alunos da REME começarão ano letivo com novos livros didáticos

Em Corumbá, cerca de 4500 alunos começarão o ano letivo de 2014 com livros didáticos novos. Os exemplares adquiridos através do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático) atenderão aos estudantes matriculados entre as 6ª e 9ª séries do Ensino Fundamental na REME (Rede Municipal de Ensino).

 

Ao aderir ao Programa, que é gerido pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), o município de Corumbá recebeu em torno de 27 mil livros que abrangem as seguintes disciplinas curriculares: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Língua Estrangeira Moderna (Inglês ou Espanhol).

 

Para chegar aos exemplares que serão adotados pelos próximos três anos na REME, a Secretaria Municipal de Educação realizou, durante o mês de agosto, encontros com os professores a fim de que todos conhecessem o catálogo de obras disponíveis.

 

“Eles tiveram a oportunidade de manusear os livros e a Secretaria orientou a melhor forma de analisarem os livros, de fazerem essa seleção”, lembrou a secretária de Educação de Corumbá, Roseane Limoeiro.

 

Ela garantiu que todas as escolas da Rede na área urbana já receberam os livros que devem ser distribuídos aos alunos no primeiro dia de aula em 2014, o que está previsto para acontecer no dia 05 de fevereiro, conforme calendário escolar. Para as unidades educacionais da área rural, os exemplares ainda estão sendo distribuídos pela Secretaria Municipal.

 

A gestora destacou também o planejamento eficaz do PNLD que não deixa nenhum estudante sem acesso ao recurso bibliográfico. “Contamos com uma reserva técnica e caso algum aluno não receba o livro de imediato, logo essa condição é sanada”, disse ao lembrar que o encaminhamentos dos exemplares segue os dados levantados pelo Censo Escolar.

 

Como os livros recebidos em 2014 devem ser utilizados por turmas seguintes ao longo dos próximos três anos, a Secretaria Municipal de Educação orienta os professores a desenvolverem ações que propiciem a conservação do material didático.

 

“O aluno precisa manusear, mas com cuidado. O aluno deve ficar consciente de que ele vai levar para casa, porém sabendo que, no próximo ano, outro colega vai usar esse material”, destacou Limoeiro.