Prefeitura inicia dezembro atendendo região do Centro com coleta setorizada

Moradores residentes no quadrilátero entre as ruas Albuquerque, América, Edu Rocha e a Rede Ferroviária, parte alta do centro da cidade, serão atendidos na próxima semana, início de dezembro, com o programa coleta setorizada, voltado para manter a limpeza da área urbana, além de contribuir para redução de doenças endêmicas como a dengue e leishmaniose.

 

A ação é voltada para a coleta de resíduos de origem vegetal, como galhos, restos de podas domésticas de árvores, gramas, entre outros materiais que geralmente são despejados de forma inadequada, principalmente em terrenos baldios.

 

Para evitar este descarte inadequado, os moradores da parte alta do centro, deverão depositar todo tipo de material de origem vegetal nas calçadas, em frente suas residências, para que seja coletado pela equipe responsável pelos serviços, o que acontecerá na segunda e terça-feira, 02 e 03 de dezembro, respectivamente.

 

Mas, para fazer a poda, o responsável deverá primeiro entrar em contato com a Fundação de Meio Ambiente do Pantanal e solicitar autorização. Qualquer intervenção deste tipo, sem anuência dos órgãos ambientais é considerado crime. Por isto mesmo, o morador deverá comparecer à sede da Fundação, localizada na Rua 13 de Junho, 457, entre a Sete de Setembro e Major Gama, é fazer a solicitação. Maiores informações podem ser obtidas pelos telefones 3907 – 5342 e 3907 – 5385.

 

Coleta

 

A coleta setorizada é realizada em toda a área entre a Rede Ferroviário e o Rio Paraguai, atendendo o centro da cidade, além dos bairros Universitário, Maria Leite, Borrowiski, Beira Rio, Cervejaria, Arthur Marinho, Dom Bosco e Generoso.

 

Está a cargo da Superintendência de Serviços Urbanos da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos, em parceria com a Fundação de Meio Ambiente. O superintendente Willian Zimi Padilha informa que o ideal seria as pessoas realizar a poda doméstica aos sábados e domingos, para que todo material seja retirado na segunda e na terça-feira.

 

Ele citou como exemplo a ação que acontece na parte alta do centro na próxima semana, a primeira de dezembro. “Quem reside nesta área e necessita fazer poda doméstica, deve solicitar autorização junto à Fundação de Meio Ambiente e aproveitar o final de semana para realizar o trabalho, colocando o material na calçada, em frente a sua residência, para ser coletado pelas equipes responsáveis”, explicou.

 

Cita ainda que, na próxima semana, somente a parte alta do centro, entre a Edu Rocha e Albuquerque, e América e a rede ferroviária, será atendida pelo programa. As de mais regiões seguem um cronograma previamente estabelecido: bairros Maria Leite e Universitário, sempre na segunda semana de cada mês; parte baixa do centro, Borrowiski, Beira Rio e Cervejaria, sempre na terceira semana; Arthur Marinho, Dom Bosco e Generoso, na quarta e última semana do mês.

 

“A população residente nesta área deve se atentar a este cronograma e evitar realizar poda em períodos diferentes para não ser notificado pelos fiscais de postura”, completou.

 

Os serviços fazem parte de uma estratégia para evitar acúmulo de entulho pelas ruas e calçadas, prejudicando trânsito de veículos e pedestres, além de contribuir para surgimento de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

 

A orientação à equipe responsável pela coleta setorial é para o morador retirar somente material previamente estabelecido. É expressamente proibido a deposição de resíduos orgânicos (lixo doméstico), vidro, plástico, entulho de construção, ou qualquer outro tipo de material, que já é retirado nestas regiões pelas equipes responsáveis pela coleta de lixo.