Pantanal Extremo atrai até campeões sul-americanos de orientação

Com participação de 70 atletas, a corrida de orientação disputada em duas etapas em Corumbá, como parte do Pantanal Extremo, atraiu até campeões sul-americanos, os gaúchos Cléber Barato e Mirian Ferraz Pasturiza, de Santa Maria. Eles vieram à cidade especialmente para participar da prova e se destacaram tanto na etapa de sábado à noite, no centro histórico de Corumbá, e neste domingo pela manhã, no Clube de Subtenentes e Sargentos de Corumbá.

 

“Podem os afirmar que esta prova em Corumbá está reunindo os melhores atletas da modalidade. Temos campeões brasileiros e sul-americanos presentes aqui. Pelo menos os quatro melhores estão participando”, destacou Lucio Brandão Leal, presidente da Federação de Orientação de Mato Grosso do Sul, que organizou a disputa.

 

“Além de termos os melhores aqui, estão presentes também o campeão dos Jogos de Natureza, disputado em 1.999, o J. Maurício, como também os dois campeões dos Jogos de Aventura de 2004, masculino e feminino, o casal Gilmar e a Elisete Steffler”, completou.

 

E foi justamente J. Maurício, do Distrito Federal, o primeiro a cumprir o percurso da manhã de hoje, de 6.400 metros, com trilhas dentro de mata fechada, inclusive, com o tempo de 1h18. O segundo foi Gilmar Steffler. A competição foi disputada por 53 homens e 17 mulheres.

 

Ainda pouco difundida em Corumbá, a corrida de orientação é uma competição que exige muito da mente e do corpo da pessoa. “É preciso ser bom de corrida e saber interpretar o mapa. Por isso é preciso ter raciocínio rápido, concentração total”, ressaltou Brandão, lembrando que no Estado, cerca de 600 atletas competem nesta modalidade e, no Brasil, 20 mil estão inscritos na Confederação Brasileira.