Ecochefs escolhem os melhores pratos do Festival Ecogastronômico

Foram três dias de trocas de experiências gastronômicas e capacitações ricas em sabores com ingredientes locais proporcionados pelo 1º Festival Ecogastronômico, aoexigente público corumbaense.

 

Como parte da programação, 18 restaurantes participaram com pratos típicos da cidade. Na sexta-feira, 29, foi feita a escolha do prato mais adequado ao conceito do festival, “Comida de Buteco”.

 

No total, 12 pratos foram avaliados por cincos Ecochefs: Ana Ribeiro, Bianca Lopes, Ciça Roxo, Joca Mesquita e Túlio Montenegro. Eles avaliaram três aspectos: os princípios básicos da cozinha, sabor, apresentação e temperatura; adequação ao conceito que é Comida de Buteco; e pratos preparados com ingredientes locais.

 

De acordo com o Ecochef Joca Mesquita, a culinária local evoluiu muito. “A primeira vez que vim a Corumbá, tive um choque muito grande com a realidade, mas agora percebi que a culinária da cidade melhorou e muito. Isso mostra que vocês vêm se desenvolvendo gastronomicamente e isso é muito bom”.

 

Os três primeiros colocados receberam como premiação da Abrasel MS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) um convite para participar do evento realizado em Campo Grande, “Bar em Bar 2014”. No evento os vencedores poderão mostrar os seus pratos e o primeiro colocado apresentará sua receita no Cozinha Show, além da oportunidade de fazer o seu prato na televisão, para todo o estado.

 

“A nossa gastronomia é muito rica e eu vim aqui para Corumbá para aguçar a criatividade deles, para que criem novos pratos e serem apresentados para o seu próprio público, principalmente para os turistas, para que possamos mostrar para eles, o que nós temos de valor aqui, na nossa alimentação popular”, explicou Rúbio Sérgio de Morais presidente da Abrasel MS.

 

O terceiro lugar ficou com o restaurante Whiskonderijo que apresentou o prato “Dona Flor e seus três maridos”:  frango com bacon, mussarela e molho barbecue. 

 

“Foi um prato criado especialmente para o festival. Montamos um prato que é saboroso num estilo de comida de buteco”, explicou a proprietária do bar e restaurante, Tatiane Sant’ana.

 

O segundo foi “Linguiça caseira a metro com molho de mostarda preta”, feito pelo restaurante Miguéis, que apostou na combinação dos sabores da linguiça, com a mostarda e o doce pão preto como acompanhante.

 

“Quando criamos essa linguiça foi um sucesso. Por isso apostamos nesse prato para o festival e com esse reconhecimento, pretendemos incluí-lo no cardápio”, explicou Amanda Miguéis, proprietária do restaurante.

 

O primeiro colocado do festival Ecogastronômico foi “Pantaneirinho”, torresmo de porco com polenta frita e couve, do do restaurante Tô na Roça.

 

“Não acreditei quando falaram que o prato que eu criei foi o vencedor. Eu achei que não fosse ganhar pela simplicidade dos ingredientes que eu utilizei para criar o prato”, disse emocionado Sidney Dias de Arruda cozinheiro do restaurante.

 

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Cultura Márcia Rolon, os pratos que os restaurantes apresentaram foram divinos. “Mostramos que a nossa culinária também é muito criativa. Uma prova disso foi à diversidade de pratos que tivemos. Além dos cursos e aulas shows que aconteceram durante o festival, contribuimos com o desenvolvimento das merendeiras e dos barcos hotéis, que aprenderam a cozinhar com o que temos aqui”.

 

Para o prefeito Paulo Duarte, colocar a marca na culinária junto ao EcoPantanal, foi uma oportunidade de mostr5ar o Pantanal dos temperos. “Criar esse primeiro festival Ecogastronômico agregando valores a nossa culinária e principalmente capacitando as nossas merendeiras, foi uma maneira que criamos opções para que elas coloquem mais verduras e nutrientes nas refeições das nossas crianças”.

 

Foi um sucesso e a noite não poderia ter sido fechada de maneira diferente. Para encerrar a festa, o público teve um atrativo especial que combina com muita comida boa: um belo show proporcionado pela banda “Biquine Cavadão”, que embalou os presentes por uma hora e quarenta minutos.