Corumbá recebe projeto Águas que Educam e Crianceiras esta semana

A cidade de Corumbá recebe a partir de quarta-feira, 06 de novembro, o projeto “Águas que Educam”, que integra o Programa Rede, da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação. Paralelamente, a cidade será contemplada também com o show “Crianceiras”, um espetáculo cênico musical inspirado na obra do poeta Manoel de Barros, produzido e organizado pelo artista e produtor cultural Márcio de Camillo, marcado para o dia 07, quinta, a partir das 20 horas, no anfiteatro Salomão Baruki.

 

O projeto começa no dia 06 e vai até 11 de novembro, com a realização de oficinas na unidade 03 da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (antigo prédio da Alfândega, no Porto Geral), a partir das 19h30. Tem como objetivo sensibilizar e despertar consciências de professores, gestores, trabalhadores da educação, alunos e comunidades envolvidas com as escolas sobre questões ambientais contemporâneas.

 

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 2013 é o “Ano Internacional de Cooperação pela Água” e o período de 2005/2015 a “Década Internacional da Água”. Neste contexto, visando à promoção de soluções aos problemas socioambientais de forma interativa e criativa, a formação transversal do “Águas que Educam” pretende estimular mudanças de valores de indivíduos e grupos das comunidades envolvidas, sugerindo formas de intervenção nos contextos locais e incentivando a gestão colaborativa dos recursos hídricos.

 

Aproximando Universidade, Escola e comunidade, as oficinas interdisciplinares proporcionarão aos professores do ensino básico a vivência do trabalho colaborativo nas áreas de Artes, Ciências, Educação Física, Geografia e História, esclarecendo muitas questões relacionadas ao processo de construção do Estado em sua configuração histórica, cultural e geográfica.

 

O Projeto “Águas que Educam” traz também a exposição de obras de artistas plásticos de MS, intitulada “O Pantanal e sua História na Pintura Sul-Mato-Grossense”, Proposta e organizada pelo Professor Dr. Gilberto Luiz Alves, a exposição retrata a história, a evolução econômica e as consequências da colonização no Estado, expressos em obras produzidas ao longo de cinco décadas e que utilizaram a água como elemento de ligação.

 

Além de Corumbá, as atividades do projeto serão levadas às cidades de Aquidauana, Porto Murtinho e Três Lagoas. Em Campo Grande, a programação será realizada entre os dias 18 e 22 de dezembro na Cidade Universitária.

 

O projeto “Águas que Educam” é realizado pela Secretaria de Educação Básica – Programa Rede do Ministério da Educação e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, por meio das pró-Reitorias de Ensino de Graduação/Coordenadoria de Apoio à Formação de Professores e Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis/Coordenadoria de Cultura, com produção da Criatto Produções. Em Corumbá, a realização tem apoio da Prefeitura Municipal.