Corumbá mobiliza população para o Dia da Pessoa com Deficiência

A Prefeitura de Corumbá por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, está realizando uma ação conjunta com os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS Urbanos e Rurais), para divulgar e mobilizar as comunidades sobre em torno do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, que será comemorado dia 03 de dezembro. Os trabalhos estão sendo coordenados pelo Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência (Comped).

 

A medida foi decidida em reunião com as coordenadoras dos CRAS e além da mobilização e divulgação, os conselheiros estão fazendo palestras sobre família, direitos e deveres, inclusão social, deficiência entre outros temas.

 

O cronograma das reuniões teve inicio dia 21 de novembro CRAS III, localizado no Bairro da Cervejaria. Teve sequência na manhã desta segunda-feira, 25, com o CRAS Rural na Escola Municipal Eutrópia Gomes Pedroso.

 

Para o dia 27, a partir das 14 horas, a reunião será no CRAS Rural do Distrito de Albuquerque, bem como no CRAS I do Bairro Centro América, às 15 horas. A reunião no CRAS IV, do Bairro Aeroporto, será no dia 28, às 15h30, enquanto no CRAS II, da Nova Corumba, será no dia 29, a partir das 16 horas.

 

Para o Dia Internacional de Pessoa com Deficiência, o Comped, com total da Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, realizará uma intensa programação durante o período matutino, na Praça da Independência, com aquecimento com uma educadora física, preparando para a caminhada com participação da fanfarra da APAE, em direção à Frei Mariano, Delamare, 15 de Novembro, 13 de Junho e retornando ao ponto de partida, onde haverá apresentações culturais.

 

A iniciativa visa mobilizar a sociedade corumbaense para mostrar a importância das pessoas com deficiência, diminuindo barreira e abrindo portas para o acesso à educação, ao lazer, à saúde, à acessibilidade não só arquitetônica, mas também social e emocional.

 

“Todos têm o direito de ir e vir sem dificuldade. É preciso que a sociedade em geral trate o assunto como direito e dever. A pessoa com deficiência deve ser tratada sem nenhum preconceito e nem discriminação. Todos somos seres humanos com os mesmos diretos e deveres”, prega a presidente do Conselho, Sabah Robban, conclamando a sociedade a participar das atividades.