APAE celebra seus 42 anos em Corumbá com uma Exposição Pedagógica

Os 42 anos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Corumbá, celebrado no próximo dia 09 deste mês, começou a ser comemorado no final da tarde de sexta-feira, 01, com a apresentação da VII Exposição Pedagógica 2013, que trabalhou o tema Corumbá: Riquezas e Tradições. A abertura das festividades aconteceu na sede da instituição e contou com a presença de autoridades civis, representantes de entidades não governamentais, além de pais e alunos da APAE.

 

 

Desenvolvida com cunho pedagógico e dentro dos componentes curriculares, trabalhar na composição da exposição permitiu que os 200 alunos da instituição conhecessem mais sobre as riquezas naturais, culturais e tradições de Corumbá. “Em razão da grande importância que a cidade representa para o Estado de Mato Grosso do Sul, optamos em desenvolver com os nossos alunos algo que destacasse a história do nosso povo e de uma cidade com tantos pontos turísticos e diversos motivos para contemplação”, explicou a coordenadora pedagógica Rosa Lins dos Vasconcelos.

 

Em cada sala, era possível ver a dedicação e o cuidado que os alunos e os professores da instituição tiveram ao expor com fidelidade o Porto Geral no século XIX, as festas que atrai milhares de pessoas de outras cidades e até de outros estados, como o carnaval e o São João, além da tradicional culinária a base de peixes e pratos típicos como o sarravulho, arroz pantaneiro, caribeu, entre outros. “É muito importante trabalharmos o concreto e o lúdico, através das cores e texturas, para que realmente nossos alunos efetivam o aprendizado normal”, completou a coordenadora pedagógica da instituição.

 

 

Representando o prefeito Paulo Duarte, que desde pequeno aprendeu a amar e a tratar de forma respeitosa a família APAE, a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, conheceu a exposição e se encantou com o valor histórico e cultural resgatado em cada trabalho exposto.

 

“Toda vez que eu venho aqui, saio com a sensação de que aprendi mais. E hoje, prestigiando este trabalho, vejo o quanto foram felizes com a escolha do tema deste ano. Assim que eu entrei e vi os pontos turísticos e os prédios que são patrimônio histórico, fiquei encantada em ver o envolvimento deles nesse processo de resgate de sua própria história”, observou Maria Clara.

 

 

A secretária de Assistência Social e Cidadania, Andrea Ulle, também prestigiou os 42 anos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Corumbá, que este ano, contou com o apoio do Muhpan, do Instituto Luiz de Albuquerque (ILA), Embrapa, e Polícia Florestal com o empréstimo de materiais para manuseio e visualização dos trabalhos artísticos.