Turma da Mônica e brincadeiras comandaram diversão da criançada em Corumbá

Era até difícil escolher qual brinquedo ia ser o primeiro: piscina de bolinhas, cama elástica, castelo inflável, guerra de bastão. Para completar: distribuição de algodão doce, pipoca, picolé e brinquedos. O “Corumbá das Crianças” foi comandado por animadores e palhaços que colocaram os pequenos para dançar, cantar e responder adivinhações sobre a Turma da Mônica, a grande atração do evento realizado pela primeira vez na cidade através da Prefeitura Municipal de Corumbá.

 

Suzana Albertoni cedeu aos apelos dos filhos Carlos Otávio, de 3 anos, e Stephanie, 11 anos, e os levou até o Centro Popular de Esporte, Cultura e Lazer Nação Guató que se transformou na tarde deste sábado, 12 de outubro, Dia das Crianças, num grande playground. “Eu já fui no pula-pula e eu gostei muito. Ganhei algodão-doce e quero ver a Mônica. Está tudo muito legal”, disse a garota que já se preparava para entrar na fila de outro brinquedo.

 

Declarada fã da personagem do gibi, Gabriele Velasques, 11 anos, aguardava com ansiedade o momento para ver toda a turminha criada por Maurício de Souza no palco. “Tenho um montão de revistinha da Mônica. Gosto do jeito dela, é a minha preferida”, afirmou a garota.

 

Demonstrando muita energia, crianças de todas as idades não pararam um minuto até o início da apresentação dos famosos personagens das revistinhas em quadrinhos. Os olhinhos dos pequenos brilhavam ainda mais conforme cada personagem se apresentava: Chico Bento, Cebolinha, Magali, Cascão e Jotalhão. Por último ela, a dentuça de vestidinho vermelho, que empresta seu nome para a turminha. Mônica arrancou gritos da criançada e com elas cantou, dançou e deixou um recado importante sobre a proteção do meio ambiente.

 

Fred Natanael, de 9 anos de idade, que assistiu ao espetáculo acompanhado da mãe Lia Chaparro, estava bastante alegre por ter visto tão de pertinho os personagem dos gibis. Ele disse que concorda com tudo o que a turminha falou sobre a natureza, principalmente sobre a fauna.

 

“Não podemos fazer mal para os bichinhos, eles são iguaizinhos a gente: sentem sede, fome e dor. A gente precisa é cuidar deles”, ensinou o menino que afirmou nunca ter participado de uma festa tão legal de dia das crianças antes. “Eu não queria que acabasse”, desejou o pequeno.

 

Com 8 anos de idade, Jamile também queria que a festa se estendesse além das mais de três horas de brincadeiras, porém já avisou com bastante antecedência à mãe. “Ano que vem quero estar aqui de novo”.

 

Se depender da Prefeitura Municipal de Corumbá esse será apenas o primeiro ano da festa infantil. O prefeito Paulo Duarte destacou que o “Corumbá das Crianças” foi pensado como forma de retribuir todo o carinho que os pequenos corumbaenses demonstram por ele e sua equipe de Governo.

 

“Corumbá é uma cidade que tem muito evento ao longo do ano, mas faltava algo voltado para o público infantil. Que tivesse brincadeira de criança, coisa que falta muito hoje quando vemos a antecipação da vida adulta. Criança tem que viver como criança. ‘O Corumbá das Crianças’ vai ser um evento permanente ao longo do nosso mandato”, garantiu.

 

Durante o “Corumbá das Crianças” cerca de 6 mil pessoas estiveram no Centro Popular de Esporte, Cultura e Lazer Nação Guató onde foram distribuídos, somente em brinquedos, cerca de 9 mil unidades doadas pela Receita Federal.

 

Além de levar lazer e diversão voltada para o público infantil, o evento ainda arrecadou alimentos não perecíveis para serem doados a entidades filantrópicas. O alimento era uma doação espontânea, mantendo a entrada gratuita a toda população.