Protocolo de Atenção às Vitimas de Violência é assinado em Ladário

Cerimônia na noite de segunda-feira, 07, marcou a assinatura do Protocolo de Atenção às Vitimas de Violência, documento, que reafirma o compromisso das cidades de Ladário e Corumbá com as políticas públicas dos munícipes das duas regiões. O ato aconteceu no Clube Marisco, anexo ao 6º Distrito Naval.

 

O prefeito Paulo Duarte foi representado pela secretária Municipal de Saúde, Dinaci Ranzi, que enfatizou a importância da parceria entre os dois Municípios. “Esse protocolo é fundamental para Corumbá e Ladário que são irmãs, pois quem está aqui, está lá também, e isso já faz com que ambos se tornem uma grande rede de profissionais preocupados em cuidar de cada cidadão. Nossa intenção é que essa parceria se fortaleça cada dia, algo o prefeito Paulo Duarte e o prefeito José Antônio, já têm buscado sempre”, disse.

 

“A partir do momento que eles são construídos, as áreas de saúde e assistência social são fortalecidas ou levadas em conhecimento não só da população, mas também dos servidores das secretarias. E o resultado disso é um atendimento de qualidade para a comunidade que necessita desse serviço”, destacou Dinaci Ranzi após o evento.

 

De acordo com o secretário de Saúde, Cléber Coleone, o protocolo estabelece quem são os profissionais envolvidos no atendimento às vítimas, quais os procedimentos a tomar e, consequentemente, os encaminhamentos a seguir. “O protocolo melhora o atendimento às vítimas, priorizando-as em qualquer unidade de saúde ou Pronto-Socorro. Com isso, teremos medicamentos essenciais, como a utilização de coquetéis contra a AIDS, caso seja um abuso sexual; atendimento com humanização, seja por parte da saúde ou por parte da Justiça”, explicou Cléber.

 

O documento, que também inclui em seu atendimento a cidade de Corumbá e a fronteira com a Bolívia, foi visto como um dos instrumentos mais eficazes aos efeitos da violência, para o prefeito de Ladário José Antônio. Nosso objetivo é ampliar o atendimento aos corumbaenses e bolivianos, pois, vivemos em uma região fronteiriça, há muitos bolivianos vivendo em nossa cidade”, enfatizou o prefeito.

 

Em relação a Corumbá, José Antônio foi enfático: “Somos um só povo e a circulação das pessoas em nossa cidade acontece de uma forma linda e intensa, não há como separar esses dois municípios. Esse documento não será isolado, ele será amplo e direcionado a todos que circulam pelo espaço de Corumbá Ladário e Fronteira”, declarou.

 

Capacitação

 

Os profissionais de atendimento às vítimas de violência participam nesta terça e quarta, dias 08 e 09, da IV Capacitação da Rede de Proteção. As palestras contam com participação de representantes do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, Hospital Naval de Ladário e Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá.

 

Os temas são os mais variados: Trajetória da implantação da notificação de violência e outras causas externas em Mato Grosso do Sul; Anticoncepção de emergência e intervenções médicas nos casos de violência sexual; A cooperação institucional da Marinha do Brasil no enfrentamento à violência; O papel do Município na atenção às pessoas em situação de violência; Tráfico de seres humanos e a Organização de Redes de Atenção Integral para mulheres em situação de violência.

 

Ao final da capacitação, vai ser elaborado o Plano Municipal de Saúde para o Enfrentamento a Violência e Desafios da Implantação do Protocolo no Município.