Pronatec Copa capacita mais de 300 profissionais para o setor turístico

Analisar as necessidades do mercado para então buscar a oferta de qualificação foi o que norteou os cursos que estão sendo oferecidos em Corumbá pelo Pronatec-Copa, programa do Ministério do Turismo que, em parceria do Senac e de prefeituras municipais, está levando qualificação profissional para o setor turístico em todo o país.

No município pantaneiro, 320 vagas foram divididas entre os cursos de: camareira, garçom, recepcionista em meio de hospedagem, organização de eventos, línguas estrangeiras (Inglês-Espanhol) e salgadeira. A oferta atinge profissionais que atuam ou desejam atuar no setor turístico tanto dentro da zona urbana quanto da área rural de Corumbá.

Com uma experiência na qual já se somam 10 anos, a garçonete Jucilene Fleitas Nascimento sente que a busca de novos conhecimentos em sua atuação profissional é uma imposição do mercado. “Para nós que estamos em contato direto com os clientes, percebemos, cada vez mais, uma exigência maior, principalmente, nas línguas estrangeiras. A gente nunca sabe tudo, tem que aprender, renovar cada vez mais. Vou procurar fazer mais cursos como o de atendimento ao cliente”, afirma a garçonete.

Para a camareira Valdete Dejanira Chalega, que está há cerca de 4 anos na profissão, o tempo após a jornada diária de trabalho de seis horas, ficava ocioso. Com os cursos do Pronatec, ela viu uma oportunidade de aprender mais sobre sua profissão se mantendo atualizada. “Eu quero me aperfeiçoar mais fazendo esse curso. A gente tem que aprender sempre e, como na parte da tarde, não tinha atividade resolvei me inscrever. Já aprendi a organização com nossos materiais de limpeza, saber se comunicar da forma adequada com o cliente. Para mim, está sendo muito produtivo”, avaliou.

A instrutora Fátima Aparecida Machado de Andrade, comenta que o conteúdo dos cursos vai além da parte técnica, o que incorpora mais valor a prática do cotidiano dos profissionais. “Aqui eles conhecem não apenas como trabalhar, mas porque eu faço isso, além da ética e do atendimento mais humanizado. A gente vê o interesse que os alunos tem e por isso os cursos estão tendo um bom andamento”, disse.

Na avaliação da diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes, os mais de 300 profissionais capacitados ajudarão na engrenagem do turismo, onde são peças importantes para um satisfatório oferecimento do serviço. “Esse ano, temos toda essa oferta de qualificação preenchida, o que significa que, em fevereiro do ano que vem, no início da temporada da pesca, quando os barcos-hoteis, Albuquerque e Porto Morrinho, Passo do Lontra, Porto da Manga voltarem iremos ter toda uma oferta de mão-de-obra qualificada, que é o ano de um dos grandes eventos: a Copa do Mundo”, declarou.

A gestora destacou que a etapa de pesquisa das necessidades junto ao mercado ajudou a encontrar a principal demanda do setor. A estratégia resultou no grande interesse pelas vagas ofertadas. “Às vezes, a gente tem uma impressão que não é a mesma do mercado, então para sermos assertivos fomos perguntar aos empresários o que eles queriam. Não podemos mais ficar no achômetro, pois melhor sabe quem está no mercado precisando dessa mão-de-obra”, disse ao destacar que o município vem percebendo cada vez mais sua vocação turística.

“Sabemos e isso está chegando mais aos cidadãos que Corumbá é uma cidade que tem o Turismo como vocação. As indústrias não dialogam com a natureza, que é um dos nossos maiores bens. O cidadão vê que o Turismo é passível de geração de renda, é bom, tem uma rentabilidade boa”, analisou.

Os alunos do Pronatec Copa também recebem uma bolsa que corresponde a R$ 2 por hora-aula frequentada. Com esse valor é possível cobrir despesas com transporte, por exemplo. Alguns dos cursos seguem até novembro e outros seguem até janeiro nas dependências do Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez. Já na área rural, os cursos serão oferecidos em Albuquerque (garçom) e Porto da Manga (recepcionista em meio de hospedagem).