Em visita a prefeito, superintendente do IPHAN garante retorno das obras de embutimento

“A cidade, com certeza, será transformada, o que aprimorará ainda mais o turismo local”, avaliou a superintendendo do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Norma Daris Ribeiro, que em visita ao prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, comentou sobre os investimentos do PAC Cidades Históricas que contemplou 10 projetos no município pantaneiro, somando valor de R$ 19,6 milhões.

 

Até final deste mês, os três primeiros projetos (antiga Prefeitura, Casa do Artesão e Comissão Mista) devem ser entregues à superintendência do IPHAN-MS para análise. Depois dessa etapa, seguem para Administração Central do Instituto, em Brasília, onde é novamente avaliado e recebe o aval para a abertura do processo de licitação das obras.

 

A superintendente avaliou que Corumbá está alinhada com projetos de mesma natureza realizados no país ao destinar os prédios de grande valor histórico e arquitetônico para uso público.

 

O prefeito Paulo também ouviu de Norma Daris o compromisso do IPHAN na retomada das obras de embutimento de fiação no Porto Geral que foram paralisadas no mês de julho.

 

“Tivemos alguns problemas de ordem administrativa, nada que comprometesse a verba para a conclusão das obras. Com a retomada, pretendemos entregar ainda no primeiro semestre de 2014 o Porto Geral sem a interferência visual dos fios”, comentou ao afirmar que a obra se tornou prioridade da superintendência sul-mato-grossense do Instituto.

 

Por sua vez, Paulo Duarte destacou a necessidade da integração entre o trabalho da Prefeitura Municipal, através da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, e o IPHAN. Ele comunicou ainda à superintendente a decisão do município em entrar com uma ação judicial contra proprietários de prédios abandonados da área de entorno ao tombamento do Casario do Porto Geral. Os dois alvos da ação judicial nesta área são: o edifício Anache e o Grande Hotel.

 

“Não é somente pela questão da degradação, mas também por todo problema de saúde e segurança públicas que geram ao permaneceram no estado em que se encontram bem na área central da cidade”, explicou o prefeito à superintendente que esteve acompanhada, durante à visita, da técnica em História do Instituto, Natália Leal da Silva.

 

Duarte estendeu apoio da Prefeitura ás ações do IPHAN e destacou que a busca da preservação do patrimônio histórico é uma questão bastante pontual de sua gestão.