Prefeito visita colônia São Domingos para conhecer problemas da região

Comunidade isolada no meio do Pantanal corumbaense, a Colônia São Domingos vai receber a visita do prefeito Paulo Duarte no sábado, dia 14 de setembro. A agenda foi definida nessa quarta-feira (04), durante reunião com equipe da Pastoral da Terra. “Nos foi trazida uma pauta de reivindicações e, já na semana que vem, estaremos lá apresentando soluções para algumas dessas demandas”, afirmou o prefeito.

“Nosso objetivo é ver de perto os problemas enfrentados por esses ribeirinhos, muito prejudicados pelo desastre ambiental do Taquari e buscar alternativas para essas famílias”, continuou Paulo Duarte. O assoreamento do rio, iniciado na década de 80, mudou completamente o curso da água, alagando grandes extensões territoriais e deixando outras completamente secas.

Para chegar até a Colônia São Domingos, por exemplo, é preciso viajar cerca de 150 quilômetros de barco e encarar quase 30 km de terra. “Para chegar até os portos onde acontecem o Povo das Águas, algumas pessoas precisam ir a cavalo, de carro de boi ou andar durante quase um dia”, constatou o prefeito, que vai fazer exatamente o mesmo percurso na semana que vem.

Segundo a integrante da Pastoral da Terra, Amélia Pereira de Santana Zanella, um dos principais problemas na colônia hoje é a água potável. “Nunca um prefeito foi até lá”, afirmou a ativista social. O padre Pascoal Forin e o morador do São Domingos, Vital da Costa, também participaram da reunião, realizada no gabinete do prefeito de Corumbá.

Conforme o cadastro feito pela Gerência de Defesa Civil, são 90 famílias – cerca de 345 pessoas –  residentes na região, onde quase todas as moradias são de pau-a-pique e cobertas por folhas de buriti. A comunidade é assistida pela Prefeitura, por meio do Povo das Águas, nos portos Sagrado e Figueira. Em 2013, a ação social já atendeu a localidade duas vezes. A próxima expedição ao local será no final do mês.