Pesquisa levanta índice de confiança do empresário corumbaense

As expectativas dos agentes econômicos em relação ao futuro da economia podem afetar variáveis-chaves para o desenvolvimento do País, tais como investimentos e geração de novos postos de trabalhos. Por essa razão, conhecer essas perspectivas é fundamental. Considerando esses fatores, a Prefeitura de Corumbá, por intermédio da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, elaborou o Índice de Confiança do Empresário Corumbaense – Comércio.

A proposta da pesquisa é realizar uma sondagem comercial do Município, obtendo com método científico dados de relevância, capazes de direcionar ações específicas a fim de fortalecer o desenvolvimento da economia local.

O estudo contribuirá ainda para reforçar a leitura do ambiente do setor econômico de Corumbá, uma vez que procurou-se obter, pela ótica dos empresários, as percepções sobre o ramo de atividade e de direção, com vistas a garantir maior eficácia das ações e sinergia dos setores.

O Índice de Confiança do Empresário Corumbaense – Comércio tem como objetivo geral realizar uma sondagem comercial, no intuito de avaliar a visão dos empresários sobre os seguintes temas: economia, ramo de atividade e a própria empresa.

Mensurar como está o setor comercial do município, identificando a expectativa dos empresários quanto à situação atual da sua empresa e do ambiente de negócio, a visão dos empresários quanto à expectativa futura de seu empreendimento, da economia local, estadual e nacional são outras propostas do trabalho. Esses dados podem direcionar ações de desenvolvimento da economia local e monitorar as antecipações de tendência econômica local.

Metodologia

A periodicidade da pesquisa é bimestral. De acordo com o secretário de Indústria e Comércio, Pedro Paulo Marinho de Barros, os dados foram coletados com base em um processo de amostragem probabilística aleatório da população determinada. Nesta primeira fase do projeto, foram realizadas 103 entrevistas com empresários do setor do comércio entre os dias 10 e 25 de agosto.

“É importante salientar o motivo pelo qual iniciamos esse trabalho com o setor do comércio: conforme dados da RAIS (Relação Anual de Informação Social), o comércio possuía 547 empresas existentes e ativas em 2011, empregando 3.320 trabalhadores no município no respectivo ano, sendo o segundo setor com maior importância na economia corumbaense”, detalhou o secretário.