Conscientização: Corumbá abre no dia 4, a Campanha Outubro Rosa

A cidade de Corumbá aderiu à campanha Outubro Rosa e, durante o próximo mês, realizará uma intensa programação voltada para conscientização em torno do combate ao câncer de mama. A abertura será no dia 4 de outubro e está a cargo da Prefeitura Municipal.

 

A campanha acontece em parceria com a Prefeitura de Ladário e está sendo organizada pelas secretarias de Saúde, Assistência Social e Cidadania e de Educação, com participação da Rede Feminina de Combate ao Câncer.

 

A programação será desenvolvida durante outubro, mês dedicado à conscientização para o combate do câncer de mama. No Brasil, estimativas do INCA (Instituto Nacional de Câncer), indicam que a doença será responsável por 52.680 novos casos até o fim do ano. No Mato Grosso do Sul a incidência chega a 60,55 casos para cada 100 mil mulheres. Quanto mais cedo o diagnóstico é feito, maiores são as chances de cura, pois só 40% das mulheres com câncer conseguem preservar a mama.

 

Segundo o subsecretário de Assistência Social, Nilo Corrêa, a campanha será uma forma de alertar as mulheres sobre os riscos do câncer de mama, “o segundo mais recorrente no mundo, perdendo apenas para o de pele. É preciso conscientizar as mulheres para a realização da mamografia, exame capaz de diagnosticar precocemente, o surgimento da doença, o que contribui para as chances em 95% de cura da doença”, diz, lembrando que a campanha é Mundial.

 

Bolívia

 

Esta semana, atendendo convite do Consulado Brasileiro na Bolívia, a comissão organizadora da campanha participou de uma reunião com autoridades e representantes de entidades bolivianas, na fronteira, para realização das atividades também nas cidades de Puerto Quijarro e Puerto Soares.

 

O encontro teve participação do subsecretário Nilo Corrêa; Cristiane Sant’ Anna de Oliveira, gerente de Políticas para a Mulher; Rosiene Mauro do Espírito Santo, coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência; Luciana Cândia Nery, coordenadora da Rede Feminina de Combate ao Câncer, além de técnicos da Secretaria de Saúde.