Voluntários são treinados para participar de projeto de revitalização

Voluntários escolhidos pela Prefeitura de Corumbá estão sendo capacitados pela Tintas Coral para participar de um projeto de revitalização de prédios históricos promovido pela empresa que, na cidade, será desenvolvido em parceria com a Prefeitura e com o Sebrae.

 

Nesta quinta-feira, 1º de agosto, o grupo recebeu orientações teóricas sobre as mais diferentes etapas da pintura, uma aula ministrada pelo consultor de treinamento da Coral, Aldime Silva.

 

A oficina aconteceu no auditório do Paço Municipal e contou com a presença da diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, primeira Dama Maria Clara Scardini que, em seguida, acompanhou a visita realizada a prédios históricos da cidade.

 

O treinamento foi mais uma etapa cumprida após Corumbá ter sido escolhida pela Tintas Coral para participar do projeto de revitalização, que prevê pinturas de casas e prédios de importância histórica e arquitetônica para a cidade.

 

Maria Clara informou que os voluntários foram escolhidos em conjunto com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania. São trabalhadores que participam do programa social Se Essa Rua Fosse Minha, desenvolvido pela Prefeitura em bairros da cidade, sob coordenação da Secretaria de Governo.

 

Durante a oficina, a diretora conversou com o grupo e destacou a importância de “estar participando com vocês, de um projeto bacana como este, que deixará a nossa cidade mais bonita”. Revelou que vai estar junto com os voluntários e que “também quero aprender a pintar. Vai ser um belo trabalho”.

 

A diretora da Fuphan comentou ainda que está se sentindo gratificada por tudo que vem ocorrendo em Corumbá, nos últimos meses. “Participamos do quadro Dança da Galera, no Domingão do Faustão, o que foi muito bom para a cidade. Dias atrás, estava com o prefeito Paulo (Duarte) no Porto Geral e vimos um grupo de turista que veio a Corumbá após ter assistido a apresentação nossa no Dança da Galera. Agora, estamos recebendo este projeto da Tintas Coral que está nos dando oportunidade de embelezarmos a cidade. Com o envolvimento de vocês (voluntários), vamos recuperar prédios históricos da cidade”, afirmou.

 

Os voluntários treinados por Aldime Silva são 30 calceteiros do Se Essa Rua Fosse Minha. Entre os escolhidos, 23 são mulheres que, no programa de lajotamento de ruas e alamedas da cidade, já venceram um desafio, mostrando que serviço pesado não é apenas para os homens. Além disso, trata-se de uma boa oportunidade para aprender uma nova profissão.

 

Agora, elas se preparam para um novo desafio, “para um trabalho diferenciado”, conforme definiu a própria Maria Clara. Integrante do grupo, Marli Araujo Franco, 55 anos, moradora no Bairro Guató, disse que o novo desafio não a intimida. “Será um prazer dar um pouco da gente pela cidade. Isto é muito bom”, afirmou, após tomar conhecimento de que irá ajudar a pintar prédios históricos de Corumbá. “Já tinha feito um curso de pintura e fui convidada para participar. Será muito legar fazer parte desse projeto”, celebrou.