Projeto “Pedestre, Eu Cuido” busca reduzir acidentes na porta das escolas

Alunos das escolas corumbaenses estão sendo atendidos com um projeto voltado para a garantia da segurança no trânsito. A ação foi iniciada dias atrás e, na manhã desta quinta-feira, 15, atendeu estudantes da Escola Estadual Carlos de Castro Brasil. O programa de educação no trânsito tem como tema “Professores de Educação Física e Estudantes, Juntos pela vida no Trânsito – Pedestre Eu Cuido”, uma atividade que busca estratégias para a redução de acidentes de trânsito no entorno dos estabelecimentos de ensino.

 

O programa, idealizado pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), tem parceria da Prefeitura de Corumbá, por meio da Agência Municipal de Trânsito e Transporte de Corumbá (Agetrat). É dividido em três fases e essa primeira etapa é composta por informações teóricas sobre medidas de segurança ao atravessar a rua e a necessidade de ‘ver e ser visto’, comunicando ao condutor sua intenção.

 

Visa sensibilizar os alunos e professores da importância de ver e ser visto, além de oportunizar subsídios que proporcionem aquisição de conhecimento sobre comportamento e postura, bem como aprender técnicas e posturas corretas de comunicação ao atravessar a faixa de segurança. “Nossa meta é fazer com que os estudantes estejam cada vez mais atentos à segurança no trânsito”, explica a chefe de Núcleo de Trânsito da Agetrat, Juciane Azaria dos Santos.

 

Ainda segundo Juciane Azaria, a segunda e a terceira fase serão práticas. “Nós vamos fazer uma intervenção na via e conscientizá-los para um trânsito seguro. Nosso trabalho também visa alertar os condutores sobre questões de velocidade, pois devem ficar atentos de que em área escolar, a velocidade permitida é de 30 quilômetros por hora”, observou.

 

Para Jorge Paiva, gestor de educação da Agetrat, a meta é alcançar índice zero de acidentes na porta das escolas. “É um trabalho conjunto que beneficia toda a sociedade e reflete na segurança do trânsito em nossa cidade”, afirmou Paiva.

 

Aprendizado

 

Além de participar como voluntária para o ‘teatrinho do trânsito’, coordenado pela equipe da Agetrat na escola, a aluna do 5º ano A, Bianca Nunardes Bertini, fez questão de compartilhar o que aprendeu durante a palestra. “A partir de hoje, vou fazer tudo direitinho porque agora sei como andar corretamente nas ruas, sinalizar para fazer as travessias e respeitar os semáforos”, garantiu a aluna de 09 anos.