Produtora comemora sucesso da feira e diz que retorno é garantido

A refeição dos dois últimos dias foi mais saudável para muitas famílias corumbaenses que tiveram a oportunidade de consumir verduras e legumes produzidos ecologicamente corretos, sem uso de agrotóxico. Até a sobremesa foi diferente com doces e frutas variadas. Tudo comprado na manhã do último sábado na Feira do Produtor que a Prefeitura realizou na Praça da Independência, como forma de fomentar a agricultura familiar, gerando renda para os pequenos produtores rurais dos assentamentos rurais do Município.

 

Depois da feira, enquanto as famílias tinham à mesa um alimento mais saudável, os pequenos produtores se preparavam para voltar às suas propriedades. Alguns em veículos, velhos por sinal, mas importantes para transportar o que produzem no campo. Quem não dispõe de condução própria ou de amigos, a solução foi aguardar o ônibus.

 

O cansaço era visível. Afinal, foi um final de semana de muito trabalho iniciado na sexta-feira, com o preparo dos produtos que iriam trazer para a feira. Mas, o retorno foi bem mais tranquilo. As caixas que serviram para transportar as mercadorias do campo para a cidade nas primeiras horas da manhã de sábado, voltaram vazias. A manhã foi proveitosa e os mais de 20 produtores venderam praticamente tudo que trouxeram.

 

A Feira do Produtor foi um projeto piloto coordenado pela Secretaria de Produção Rural, aprovado pelos produtores e também pelas pessoas, na maioria mulheres, que tiveram a oportunidade de comprar os mais variados tipos de gêneros alimentícios que, sem dúvida alguma, já fez parte da mesa no sábado e no domingo.

 

Fim de feira

 

Feira desmontada. Caixotes vazios eram transportados para os veículos ou mesmo até o ponto de ônibus mais próximo, na Rua Dom Aquino, em frente ao Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora. Alguns demonstravam cansaço, mas estavam satisfeitos com as vendas da parte da manhã. Além disso, teriam o resto de sábado e o domingo para descansar.

 

Mas, nem todos estavam com o mesmo pensamento. A grande maioria dizia que aproveitaria o resto do dia para descansar do trabalho iniciado na sexta. Este não foi o caso de Marlene dos Santos, 33 anos. Apressada, ela informou que ainda chegaria em casa, no Assentamento Taquaral, para uma outra tarefa, desta vez, doméstica: lavar a roupa.

 

E estava feliz. “Vendi tudo que trouxe, alface, cebolinha, salsinha, doce, abóbora. Até os 80 pacotes de mandioca descascada e cortada. Foi tudo, não sobrou nada. Eu nunca tinha vendido tanto pacote de mandioca em um dia só como foi esta manhã”, comemorou. E estava apressada: “tenho que pegar o ônibus e correr pra casa para lavar roupa”. O descanso ficaria para mais tarde.

 

Só que desta vez, o trabalho não seria tão árduo. Marlene não iria mais usar a velha bacia e ter que ficar horas agachada, esfregando a roupa. Agora, ela contava com um instrumento mais apropriado. Com parte do dinheiro que ganhou na Feira do Produtor, ela, enfim, teve a chance de comprar um tanquinho.

 

“Não pensei duas vezes. Fui lá na loja e comprei o tanquinho de lavar roupa que já estou levando para ajudar na minha tarefa em casa. Vendi tudo, estava com o dinheiro e precisava do tanquinho. Esperar o que mais? Comprei”, dizia satisfeita mostrando a sua conquista. “Não vejo a hora de ter uma nova Feira do Produtor pra voltar aqui, vender tudo de novo pra poder comprar um novo armário”, antecipou.

 

Alegria contagiante

 

A alegria de Marlene dos Santos contagiou seus companheiros do campo que comemoravam com ela a nova conquista. Contagiou também o prefeito Paulo Duarte e o secretário de Produção Rural Pedro Lacerda. “Isto é fruto do trabalho destas pessoas valorosas. Mostra também a força da mulher do campo”, observou Paulo.

 

O prefeito conversou bastante com Marlene e informou que será marcada uma reunião com os produtores, para fazer um balanço desse projeto piloto, e efetivá-lo. Mas, antecipou: ainda este mês, a produtora rural terá a oportunidade de comprar o seu novo armário. A Feira do Produtor será realizada duas vezes por mês, na Praça da Independência.

 

“Este aqui será um espaço também do produtor rural de Corumbá. Duas vezes por mês, faremos a Feira do Produtor como forma de fomentar a agricultura familiar, valorizando quem produz, e dando oportunidade a eles de venderem direto para o consumidor, sem atravessador”, disse o prefeito, ressaltando que, dessa forma, “a população terá um local para comprar alimentos produzidos aqui mesmo, no Município de Corumbá”.