Prefeito quer Procon acompanhando fechamento de agência bancária

Evitar prejuízos aos clientes e fazer com que a instituição financeira cumpra a lei. Esta é a orientação do prefeito Paulo Duarte repassada ao gerente municipal de Proteção de Defesa do Consumidor (Procon), Alexandre Taques Vasconcellos, em relação à decisão da direção do HSBC Bank Brasil S.A. de fechar as portas em Corumbá, transferindo as contas dos correntistas para uma nova agência localizada na Rua do Carmo, 23, esquina com a Tiradentes, 200 quilômetros de distância de Corumbá, em Miranda.

 

“O que a direção do HSBC está fazendo é uma falta de respeito completa para com a população de Corumbá. Comunicaram os clientes sobre o fechamento por meio de um comunicado, que mais parece uma provocação”, ressaltou o prefeito corumbaense se referindo a um comunicado que a direção do banco, com sede em Curitiba, PR, encaminhou aos correntistas.

 

‘Sua conta ganhou uma nova agência, que está de portas abertas para você’, diz o comunicado que, para o prefeito, mais parece provocação, como se fosse um prêmio, uma grande vantagem para o cliente que, se desejar continuar correntista da agência, terá que fazer uma viagem de 200 quilômetros para ser atendido.

 

“Informamos que em breve a sua conta será transferida para um novo endereço, e terá um novo número. Estas mudanças serão realizadas para continuarmos prestando um serviço de alta qualidade e oferecendo produtos diferenciados que somente clientes do HSBC Premier tem”, continua o comunicado, informando que a nova agência é a 1354 – Miranda, e que a data da mudança é no dia 13 de setembro de 2013.

 

“O banco tem o direito de fechar a agência, mas, não tem o direito de fazer o que está fazendo”, observou Paulo. Citou um exemplo do desrespeito cometido pela instituição: “um senhor, após tomar conhecimento sobre o fechamento da agência na cidade, solicitou um extrato consolidado. No entanto, o funcionário que o atendeu, respondeu que iria demorar um tempo, e que ele teria que se dirigir até a agência de Miranda para receber o documento solicitado”, revelou, mostrando-se indignado com a direção da empresa.

 

No encontro com o gerente do Procon, o prefeito orientou para que a instituição acompanhe o caso de perto, protegendo os interesses dos clientes, disponibilizando inclusive, meios para que os correntistas que trabalham com a agência do HSBC de Corumbá, possam solucionar problemas que estão surgindo.

 

Paulo quer que o Procon seja enérgico para evitar maior prejuízo aos clientes da agência bancária. Sugeriu inclusive que a instituição mantenha o atendimento por mais tempo, até que todos os clientes estejam com suas situações regularizadas, sem precisar viajar até Miranda, “Vão pagar a passagem? É um desrespeito e nos faz crer que eles (diretoria do banco), da forma como estão agindo, tenham a sensação de absoluta impunidade”, reforçou.

 

Notificação

 

A Gerência Municipal do Procon já notificou a direção da agência, convocando a instituição para apresentar comprovação de cumprimento do disposto no artigo 12 da Resolução 4.072, de 26 de abril de 2012, do Banco Central do Brasil, sobre alteração de endereço ou da lista de serviços prestados.

 

Alexandre Vasconcellos salientou que o Procon está à disposição de todos os clientes que estão se sentindo prejudicando pela decisão da agência bancária e que vai buscar solucionar todos os casos. Para tanto, basta comparecer à sede da gerência, localizada na Rua 15 de Novembro, 400, na Casa da Cidadania.