Olimpíada Municipal da língua Portuguesa premia seis alunos da Reme

O prefeito Paulo Duarte participou na manhã desta segunda-feira, 26, da solenidade de premiação da I Olimpíada Municipal da Língua Portuguesa, que trabalhou o tema “Corumbá, meu lugar de viver e amar”. A cerimônia, realizada no Centro de Promoção Humana Padre Ernesto (Cenper), reuniu os seis finalistas nas categorias Poema, Propaganda Social e Charge. Ao todo, 52 alunos participaram do projeto que garante melhor aprendizado em todas as disciplinas da grade curricular.

 

Ao falar sobre a importância de adotar ações que incentivem a leitura e produção de texto, Paulo Duarte compartilhou um pouco de sua trajetória escolar. “Eu sempre fui um aluno mediano, pois sempre fui e ainda sou um sujeito muito hiperativo. Durante a minha vida, sempre tive um gosto pela língua portuguesa, pelos textos e pela leitura”, contou Duarte ao destacar que a prática ajuda a desenvolver a reflexão e o espírito crítico.

 

“Você não consegue compreender uma questão de matemática, por exemplo, se não tiver uma noção de compreensão de texto, de lógica. É por isso que acho fundamental que a gente fomente e incentive o intensivo trabalho com os gêneros textuais em sala de aula, para que possamos entender o contexto das coisas”, enfatizou o chefe do Executivo.

 

Ao citar o tema da olimpíada: “Corumbá, meu lugar de viver e amar”, o prefeito aproveitou para destacar as boas práticas em relação à cidade. “Pressupõe que quem ama, cuida. E a cidade está precisando de cuidado, que não depende apenas da prefeitura, mas de toda população dizer que ama a cidade e precisa cuidar melhor dela”, observou o prefeito ao declarar a importância de despertar o sentimento de pertencimento, uma mudança que só acontece com a educação. “O corumbaense precisa conhecer melhor a sua história, e isso é melhorar a qualidade de vida da nossa gente”, completou.

 

A secretária de Educação, Roseane Limoeiro, falou sobre o programa de produção textual que foi vivenciado intensamente durante todo o primeiro semestre deste ano letivo. “É uma alegria muito grande fazer parte desse projeto, que é eixo central na formação do professor e do aluno”, declarou Limoeiro que aproveitou para anunciar que no próximo ano pretende reunir a produção dos alunos em um livro.

 

A coordenadora do projeto, Érika Oliveira Gonçalves, explicou como foi preparado o concurso lançado no mês de abril deste ano. “Seguindo a mesma metodologia e diretrizes de trabalho da Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa, ele teve como princípio básico, a formação continuada dos professores”, contou.

 

Ainda segundo ela, a olimpíada foi realizada em todas as escolas urbanas e rurais com alunos de 5ª a 9ª série e também com a 4ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

Vencedores

 

Em todo seu processo de trabalho com as palavras, a aluna da 5ª série, da Escola Municipal Almirante Tamandaré, Aline Aparecida Sanches, acompanhada da professora Jociene Leme, alcançou o primeiro lugar na categoria Poema, que tinha como proposta levar os alunos a ver a própria cidade com outros olhos. “Eu estou muito feliz em ter participado da olimpíada. Sempre gostei muito ler e escrever bastante, algo que me ajudou muito”, contou a pequena poeta da própria cidade.

 

Já o segundo lugar ficou com o aluno Leandro Cícero da Silva, da 6ª série, da Escola Municipal Monte Azul, acompanhado da professora –orientadora Damiana Julião de Souza. Na categoria Propaganda Social, o primeiro lugar para a aluna Camila da Costa Barbosa, da 8ª série, da Escola Municipal Cyriaco de Toledo. A aluna estava acompanhada da professora orientadora Nirley Fretis Paz.

 

Na categoria Charge, o primeiro lugar ficou com o aluno Arilson da Cunha Silva, da Escola Municipal Clio Proença. Todo trabalho foi acompanhado pela professora Ana Cláudia de Souza. Em segundo lugar ficou Jéssica dos Santos, da 4ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Municipal Barão do Rio Branco. O trabalho contou com a supervisão do professor Rooney Assunção.