Feira do Produtor é aprovada e atende população corumbaense

Altamente positiva. Apesar do frio e da garoa, a Feira do Produtor foi considerada um sucesso pelo prefeito Paulo Duarte que já está visualizando como será o funcionamento do mercado do produtor que a prefeitura pretende implantar na área central da cidade, no prédio do antigo mercado municipal e que já atendeu o Centro Integrado de Saúde.

 

O prefeito corumbaense, acompanhado da presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, visitou a Feira do Produtor realizada neste sábado em Corumbá, na Praça da Independência, e ficou satisfeito com o resultado.

 

Paulo conversou bastante com os presentes e disse se sentir gratificado em ver os produtores rurais comercializando seus produtos diretamente aos consumidores e observar que a população aderiu. “Foi muito importante. Os agricultores oriundos dos assentamentos de Corumbá, puderam comercializar seus produtos em um espaço deles e a população compareceu, comprou e ainda teve um momento cultural com a apresentação da Orquestra Música ao Campo, da Escola Monte Azul, no Taquaral”, comemorou.

 

Prova disto é que, desde a abertura do evento, por volta das 08h30, donas de casa visitaram o local, com carrinho para levar pra casa, os mais diferentes tipos de produtos, por um preço acessível. “O preço está bom. Não tem tudo que a gente encontra na feira, mas está com preço mais em conta”, afirmou Ana Maria Marques, moradora na Rua 13 de Junho, que aproveitou a manhã para compras sem precisar andar muito: ela reside enfrente à praça.

 

E é justamente esta a proposta da Feira do Produtor, um projeto piloto da Secretaria de Produção Rural. Pedro Lacerda, titular da pasta, informou que a ideia é dar continuidade a esta atividade, abrindo um novo espaço para o pequeno produtor rural comercializar seus produtos, aumentar a renda familiar, e disponibilizar gêneros alimentícios de qualidade para a população.

 

“A ideia surgiu justamente para fomentar a agricultura familiar. Aqui, temos de tudo um pouco. É um projeto piloto que pretendemos realizar semanalmente, uma forma de incentivar os produtores rurais e, além disso, colocar na mesma da família corumbaense, alimentos produzido sem uso de agrotóxico, o que é ecologicamente correto”, explicou.

 

Paulo Duarte, por sua vez, lembrou que é importante o produtor ter um espaço para negociar seus produtos diretamente para o consumidor. A intenção dele é adequar o prédio do antigo mercado municipal para que ele tenha totais condições de abrigar o mercado do produtor, que funcionará diariamente, uma boa opção de compra para o corumbaense. O projeto desenvolvido neste sábado provou que a iniciativa é viável.

 

“São gêneros alimentícios dos mais variados produzidos aqui, de forma natural, se uso de agrotóxico. Isto é importante. A população sabe que está comprando produtos de qualidade por um preço acessível. Além disso, esta iniciativa vai fomentar a produção rural, a agricultura familiar”, explicou o prefeito, lembrando um outro incentivo que eles tem que é o Programa de Aquisição de Alimentos, cujo recadastramento foi encerrado na sexta-feira, 09.

 

A população também aprovou a ideia da Feira do Produtor. Logo cedo o casal Sidnei e Marilda Barbosa, residente na Rua 13 de Junho, próximo ao Arthur Marinho, visitou as barracas da feira, um total de 20. Parou em uma delas para uma compra especial: rapadura. “Eu sou carioca, mas a minha esposa é do Piauí e adora a rapadura. Eu, por causa dela, também passei a gostar”, disse, enquanto escolhia um dos sabores vendidos pelo produtor José Luiz Recenis Freitas, do Tamarineiro II Sul. “Aqui, Corumbá, lembra muito a minha região. Enquanto tudo que mais gosto e não tenho intenção alguma de voltar pro Piauí”, completou Marilda.

 

José Luiz, por sua vez, disse que a Feira do Produtor é uma oportunidade que ele tem para vender seus produtos. Neste sábado ele levou rapadura dos mais diferentes gostos, além de melado, tudo produzido no seu sítio, com apoio da esposa Juliana. “Não dá para quem quer. Lá mesmo, no sítio, a venda é muito boa. Aqui está sendo muito bom também”, disse, considerando o evento positivo.

 

E se depender dos produtores, a feira será semanal. Josenita Alves Ribeiro da Costa, do Taquaral, disse que estava satisfeita. “De vez em quando eu vendo na feira livre. Hoje, vim pra cá e a procura tem sido grande. Pelo menos uma vez por mês seria muito bom esta feira”, destacou enquanto preparava pés de alface, cheiro verde, abóbora, mandioca, pimentão e outros produtos, tudo produzido em sua propriedade.