Corumbá discute regularização do transporte de turista na fronteira

Colher subsídios para solucionar e regularizar o serviço de transporte prestado aos turistas na região de fronteira. Foi pensando dessa forma que a Fundação de Turismo do Pantanal de Corumbá promoveu um encontro com vários segmentos ligados ao setor, que permitiu debater amplamente os problemas ligados ao setor, levantados a partir da fiscalização ocorrida durante a Jornada Mundial da Juventude.

 

O encontro aconteceu no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez, e teve como foco principal o transporte turístico rodoviário internacional de passageiros na fronteira Corumbá/Brasil e Puerto Quijarro/Bolívia, e contou com a presença de uma delegação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) integrada por Silvana Lucia Castro Barros, gerente executiva da Superintendência do Serviço de Transporte de Passageiros; Edson Schmidt, coordenador de Fiscalização do Transporte Internacional, e Adailton Meireles Machado, gestor de Operações Internacionais da Coordenação de Fiscalização Regional de São Paulo.

 

O encontro foi provocado pela Fundação de Turismo do Pantanal em função das ocorrências de fiscalização durante a Jornada Mundial da Juventude. A diretora-presidente da FUNDTUR/Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes, classificou a reunião como produtiva. “Foi uma importante oportunidade para a melhoria da oferta dos produtos e infraestrutura de turística do Território, além de contribuir com o alinhamento dos empresários do trade às normas da ANTT, legalidades e soluções que podemos adotar para potencializar nossa cadeia turística”.

 

Na oportunidade os empresários do trade turístico de Corumbá puderam expor suas dúvidas e situação em relação à atividade do transporte de turistas na fronteira para a ANTT que após escutarem e anotarem atentamente as opiniões, críticas e sugestões dos participantes, apresentaram as diretrizes legais que regulamentam o transporte terrestre internacional de passageiros e orientaram como os empresários devem organizar sua documentação para que possam, de maneira temporária, circularem legalmente pela fronteira, até o transporte de passageiros na fronteira em questão seja regulamentado.

 

A ANTT informou que a regulamentação do transporte deverá ser feita por meio de um acordo bilateral Brasil/Bolívia, cuja questão já está sendo tratada com a Bolívia. Na sexta-feira, 16, a delegação da ANTT realizou uma visita técnica à fronteira, percorrendo o itinerário que os turistas realizam durante o passeio de compras na cidade de Puerto Quijarro, vivenciando a realidade para tratar a questão com base reais.

 

O encontro em Corumbá gerou uma ata, lavrada pela FUNDTUR/Pantanal, onde consta todos os encaminhamentos e orientações da ANTT. Uma nova reunião está marcada para o dia 05 de setembro quando o acordo será tratado entre os representantes dos organismos ligados à área. Serrá no Centro de Convenções do Pantanal, com apoio do Governo Municipal de Corumbá, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal.

 

Presenças

 

A reunião contou com as presenças de representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), da Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (FECOMÉRCIO/MS), da Câmara Empresarial de Turismo do Mato Grosso do Sul (CET/MS), da Fundação de Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul (FUNDTUR/MS), da Fundação de Turismo de Pantanal (FUNDTUR/Pantanal), do Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE/Pantanal), da Associação Corumbaense de Empresas de Turismo (ACERT), da Agência Municipal de Trânsito de Corumbá (AGETRAT), da Associação Empresarial do Shopping de Puerto Aguirre/Bolívia, do Convention Bureau de Ponta Porã/MS, do segmento dos Transportadores turísticos locais de passageiros.