Programa Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios lançado em Corumbá

O Programa Nacional de Brigadas Federais de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais foi lançado oficialmente nesta segunda-feira (08) em Corumbá. O evento foi realizado no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez e contou com a presença do presidente nacional do Ibama, Volney Zanardi Júnior, e do superintendente órgão no Estado e diretor do PrevFogo, Rodrigo Moraes Falleiros.

“É uma honra e alegria estar em Corumbá para o lançamento desse programa que abrange os Estados brasileiros. Temos aqui cerca de 1600 brigadistas contratados em todo o País, envolvendo recursos na ordem de R$ 20 milhões e que é um trabalho que, dentro da experiência do PrevFogo de mais de 11 anos, conhecido e compartilhado com os governos dos Estados, prefeituras e com a sociedade de uma forma geral”, afirmou Volney.

O presidente do Ibama também destacou o trabalho preventivo realizado pelos brigadistas. “É muito importante termos em vista que a questão do fogo que mais apareça seja a do combate, mas esse é o ponto final de um processo que começa com a prevenção, o manejo, e que envolve todo um grande conhecimento e parceria entre diversos atores”, afirmou, lembrando que em 2012 Corumbá foi recordista nacional no registro de focos de queimadas.

“Isso não afeta só o ambiente natural, mas de uma forma muito profunda a saúde e a qualidade de vida da população que reside em Corumbá e Ladário. O Ibama está muito ciente dessa importância, de ter as suas responsabilidade e de tentar trabalhar uma perspectiva de multiplicar atores para enfrentar esse problema, que não é uma prerrogativa somente de Mato Grosso do Sul, do Pantanal, mas que também está presente de uma forma muito forte em todo o Brasil”, completou.

O superintendente do Ibama em Mato Grosso do Sul lembrou da trajetória do PrevFogo e enalteceu a importância dos brigadistas. “Esse estágio que chegamos hoje, de brigadas especializadas, não começou ontem. Ele tem 24 anos de trabalho e nesse tempo tivemos muitas experiências de combate no Pantanal, em outros biomas, sempre procurando se especializar cada vez mais e nesse processo, sempre com a participação incondicional de nossos servidores”, declarou.

O prefeito Paulo Duarte, que cumpre agenda em Brasília, foi representado pela vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon. “Conversei com o prefeito e trago um pedido dele, que também é de toda a cidade: o destacamento de uma aeronave para cá. Isso já foi solicitado há algum tempo por ele e estamos reiterando esse pleito para que tenhamos aqui baseado uma aeronave para que quando aconteça esse problema ele possa ser rapidamente solucionado”, afirmou.

Marcia destacou ainda que os prejuízos não são apenas ecológicos e para a saúde da população. “No ano passado sofremos muito também economicamente. Corumbá e Ladário sofreram quando ficaram cobertas pela fumaça e o avião não conseguia pousar. Em nossa cidade, o foco econômico principal, é nossa cultura e o turismo, consequentemente. E ficamos privados pro um bom tempo disso”.

Ressaltando a importância da presença do Ibama no território pantaneiro, a vice-prefeita também destacou a importância dos produtores na preservação do Pantanal. “Além, dos brigadistas, temos outro grande parceiro que é homem pantaneiro, que faz o manejo de forma consciente e também preserva o Pantanal. Em algumas áreas isso (incêndio) não acontece porque tem culturalmente a preservação pelo pantaneiro que esta ali e tem grande importância para nosso território”, completou.