Prefeito acompanha pavimentação do primeiro trecho da Sete de Setembro

O prefeito Paulo Duarte acompanhou nesta terça-feira, 30, a pavimentação asfáltica do primeiro trecho da Rua Sete de Setembro que liga o Cravo Vermelho ao Bairro Guató, no anel viário. A obra faz parte de um projeto que prevê também serviços de drenagem em uma região crítica que, em períodos de chuvas, sofre com intensas inundações.

 

A pavimentação do trecho inicial, próximo à Escola Almirante Tamandaré, foi lançado no início de julho pelo prefeito, juntamente com as obras de drenagem e pavimentação do Bairro Guarani, também na parte alta da cidade, com investimentos total de R$ 2.950.551,61, sendo R$ 1.887.330,92 só para drenagem, verba oriunda da própria Prefeitura, proveniente de impostos que a população paga, e R$ 1.063.220,69 para pavimentação, recurso do Governo Federal, via emenda parlamentar do senador Delcídio do Amaral.

 

Ao acompanhar o início da implantação do pavimento tipo CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), o prefeito conversou longamente com a equipe de engenheiros, tanto da empresa responsável pela obra, a Equipe Engenharia, como da própria Prefeitura, da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos.

 

Reforçou a necessidade de se realizar um serviço completo na região, para evitar inundações como as do início do ano, durante uma forte chuva na cidade. A solução do problema passa pelas obras de drenagem que serão executadas em boa parte do trecho da Sete de Setembro para captação de toda água da chuva.

 

Paulo ressaltou sua preocupação em executar um serviço para resolver os problemas, inclusive com total segurança para os pedestres. Por isto mesmo, serão construídas calçadas nos dois lados da pista, um pedido feito por ele próprio, além da implantação de sinalização vertical e horizontal, para garantir segurança no trânsito, inclusive dos alunos da Escola Almirante Tamandaré.

 

O primeiro trecho que está sendo pavimentado, conforme o engenheiro Edson Morais Rodrigues, da Seinfra, não há necessidade da drenagem, em virtude do próprio desnível da via. O grande problema encontrado foi na execução da terraplanagem, o que obrigou a empresa utilizar equipamentos especiais para nivelar o solo rochoso.

 

Já o restante, conforme ele, será preciso drenagem, inclusive profunda, para eliminar pontos de alagamentos. Por isto mesmo ele acredita que o serviço será mais demorado.

 

Com a drenagem, toda a água que desce da região de morraria, em período de chuva, será captada pela rede que será implantada na Sete de Setembro, evitando inundações das casas existentes nos conjuntos Cravo Vermelho II e III, um drama presenciado por Paulo já nos primeiros dias de sua administração, após uma forte chuva na cidade.