Odontosesc inicia atendimento com mais de 880 inscritos pela manhã

A oportunidade de realizar um tratamento gratuito fez com que a jovem Luciane Penha, de 27 anos, moradora em Ladário, chegasse ao local onde está instalada a estrutura da Unidade Móvel Odontosesc, às 04 horas da manhã. A espera por cerca de 04 horas não foi em vão. Quando a equipe do Sesc iniciou a distribuição das senhas, ela recebeu a de número 01 de um total de 881 entregues no período matutino.

 

“Vim de longe para iniciar o tratamento logo”, disse Luciene que estava acompanhada da amiga Josiane Assis Ribeiro, que retirou ficha para o filho Cleiton. Ela explicou que já realizou tratamento odontológico em unidades da saúde pública, mas que, com o Odontosesc, “o atendimento será mais rápido”.

 

A distribuição das fichas foi iniciada às 08 horas. Luciane, logo que abriu os trabalhos de preenchimento das fichas, procurou uma das atendentes para fazer o cadastro e agendar a consulta. “Vim para fazer tratamento de canal e acredito  que será bem rápido”, ressaltou.

 

Em pouco mais de uma hora, 470 fichas já haviam sido distribuídas. Letícia Rodrigues dos Santos, 28 anos, residente na Rua Colombo, 58, casa 03, preferiu chegar um pouco mais tarde, por volta das 07h30, e pegou a ficha de número 441. “Meu tratamento ia demorar muito. Quando fiquei sabendo que desse serviço, me informei e decidi fazer aqui”, disse. Ela pretende implantar aparelho dentário.

 

Nesta terça-feira, o dia foi de preenchimento de fichas de inscrições. O atendimento será iniciado na quinta, 1º de agosto. Durante cinco meses, até dezembro, o Odontosesc estará atendendo na Rua Wenceslau de Barros, entre o ginásio Poliesportivo Lucílio de Medeiros e a antiga estação ferroviária. Serão 150 dias úteis de trabalho com enfoque principal na prevenção e tratamento de problemas como cáries e doenças de gengiva.

 

Quatro profissionais estarão atendendo no local, sendo três da própria Prefeitura e um do programa Odontosesc. Conta ainda com duas auxiliares em saúde bucal, uma recepcionista, um agente de educação em saúde, um auxiliar de serviços gerais e um vigilante patrimonial.

 

Os serviços oferecidos são gratuitos e incluem tratamentos preventivos; profilaxias, selantes e fluoretações; raspagens; tratamentos restauradores: restaurações em resina e amálgama; tratamento da canal; radiografias periapicais; extrações e educação em saúde.

 

As Unidades Móveis são furgões do tipo Carreta Baú, equipadas com quatro cadeiras odontológicas completas, equipamento de Raios-X, Central de Esterilização, Sistema de Desinfecção do ar ambiente e ar condicionado central.

 

Paralelamente serão realizadas ações educativas preventivas beneficiando diversos segmentos da comunidade, incluindo cursos de capacitação para agentes comunitários, atividades lúdicas e pedagógicas em escolas, trabalho com idosos e gestantes.

 

Produtividade

 

Em Corumbá, o atendimento será feito por quatro odontólogos, um integrante da própria equipe do sistema, e três disponibilizados pela Prefeitura. A previsão é realizar 48 consultas diariamente, 12 por cada odontólogo. Isso, ao final de 150 dias úteis contabiliza 7.200 consultas.

 

As ações educativas podem alcançar a margem de 15.000 atendimentos. A produtividade pode ser estimada em 22.200 atendimentos no final do período de 150 dias úteis.

 

Além do atendimento odontológico, o atendimento de Educação em Saúde é realizado pelo Agente de Educação em Saúde as quais são planejadas para atender as necessidades locais de cada Comunidade, podendo ser realizadas na Unidade Móvel, Postos de Saúde, Escolas, P.S.F., Zona Rural, Igrejas, Associações de Moradores, Clubes, etc.

 

O Odontosesc foi implantado em 2001 no Mato Grosso do Sul. Nestes 12 anos já foram realizados 108.227 atendimentos odontológicos, com 27.581 pessoas atendidas, 14.757 tratamentos concluídos, 315.857 procedimentos realizados e 301.175 atendimentos de educação, totalizando 409.402 atendimentos.

 

Lançado em 1999 pelo Departamento Nacional do Sesc, o Projeto Odontosesc foi criado com o objetivo de contribuir com a melhoria da saúde bucal brasileira, com o foco direcionado à prestação de serviços odontológicos e ações de educação em saúde a populações carentes. Com as Unidades Móveis são desenvolvidas ações comunitárias em cidades do interior e nas periferias dos grandes centros.

 

No Mato Grosso do Sul o projeto teve inicio em 2001 pela cidade de Aquidauana. Nesses doze anos de atuação, o Odontosesc percorreu as seguintes localidades: Aquidauana (duas vezes), Costa Rica, Rio Brilhante, Terenos, Campo Grande (três vezes), Sidrolândia, Bandeirantes, Camapuã, Dourados, Nioaque, Naviraí, Bonito e Ponta Porã.