Turista de fronteira terá acesso à cartilha trilíngue com informações úteis

Corumbá é um dos principais portões de entrada e de saída do Brasil. De olho no potencial econômico dessa fronteira, a prefeitura de Corumbá está promovendo uma série de iniciativas para desenvolver o turismo de fronteira na divisa com a Bolívia.

 

Nesta sexta-feira, 28, a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal (FUNDTUR/Pantanal) e o secretário executivo, Luiz Ricardo Julião, estiveram em Puerto Quijarro, na Bolívia, em um encontro com representantes do programa “Empreender para Crescer” (instituição equivalente ao Sebrae, mas que atua na Bolívia).

 

No encontro ficou definido que ambas as partes produzirão uma cartilha trilíngue (com o apoio do Sebrae) com informações turísticas e úteis a quem entra ou sai do Brasil e da Bolívia, como telefones e endereços de postos de saúde, de órgãos de segurança pública, principais pontos turísticos, onde se alimentar, o que comer e uma série de outras informações importantes ao turismo de fronteira. As cartilhas devem ser distribuídas na fronteira, muito provavelmente no posto da Receita Federal, na divisa entre os dois países.

 

“O objetivo é melhorar a qualidade do serviço de turismo de fronteira e também identificar quem é esse turista que atravessa a fronteira, quais os mitos e realidades, quanto ele gasta, onde, o que busca. Essas informações vamos apurar tanto do lado de cá, como do lado de lá”, explica a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Hélènemaria Dias Fernandes.