Sucesso de público marca primeiro dia do mutirão da catarata

Começou na manhã desta segunda-feira, 17, um dia importante para as pessoas que sofrem de catarata em Corumbá. Idosos com mais de 60 anos, com dificuldade para enxergar e que possuem essa patologia compareceram na Santa Casa de Corumbá, onde foram submetidos a uma triagem clínica para agendamento de intervenção cirúrgica.

 

A iniciativa é da prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, que pretende realizar cerca de 250 cirurgias gratuitas de catarata até a próxima sexta-feira, 21.

 

Segundo o doutor Eduardo Lasmar, diretor da Santa Casa de Corumbá, onde acontecerão as cirurgias, o sucesso da iniciativa pode ser medido pelo grande número de pessoas que lotou as dependências do local. “Estamos atendendo uma demanda reprimida na cidade, que não era acolhida há anos, por isso é natural esse grande volume de gente, além, é claro, do fato de todos eles necessitarem de acompanhantes, por serem já idosos e com dificuldade para enxergar e muitos até de se locomover”, destacou. “Essa lotação é saudável pois eles não estão aqui para comprar pão, mas para cuidar de sua saúde e ter suas vidas mudadas para sempre”.

 

O diretor lembrou que nem todas as pessoas que passaram pela triagem clínica conseguiram, necessariamente, agendamento para as intervenções cirúrgicas, por motivo de alta demanda e de número restrito de cirurgias autorizado pelo Ministério da Saúde. “É preciso destacar que os recursos financeiros desta ação são oriundos do Ministério da Saúde que, de acordo com um cálculo feito por cirurgia, autorizou a secretaria a uma média de 250 procedimentos cirúrgicos”, disse.

 

No entanto, ele comemora o fato da atual administração estar resolvendo uma boa parte do problema de catarata em Corumbá já em uma primeira ação. “Temos pouco mais de 500 pessoas com essa patologia aqui em Corumbá, por isso este mutirão representa um enorme passo”, diz. “Além disso, mesmo aqueles que tem a doença e, por algum motivo, não forem submetidos à cirurgia nesse primeiro momento, passam a constar no cadastro da prefeitura para uma posterior ação ou encaminhamento, enfim, é importante termos os contatos dessas pessoas para depois estudarmos soluções caso a caso”, acrescentou.

 

O caráter preventivo da ação também foi destacado pelo doutor Lasmar. “Há uma importância profilática nessa iniciativa, pois conseguiremos reduzir drasticamente os casos de quedas desses idosos, fratura de colo de fêmur, traumatismo na face, no nariz, enfim, uma série de ocorrências comuns com pessoas com dificuldade de enxergar”, diz. “Idosos que terão suas vidas mudadas para melhor, que terão mais qualidade de vida, poderão assistir a Copa do Mundo e, principalmente, ver o rosto dos seus netos”.