Simpósio marca Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico de Drogas

Avaliar, trabalhar e fortalecer o tratamento, a reinserção, a prevenção e a repressão ao abuso e o tráfico de drogas. Com esse objetivo, a Prefeitura de Corumbá, por meio das secretarias de Assistência Social e Cidadania e de Saúde, promoveu nesta quarta-feira (26), Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas, uma audiência pública no anfiteatro Salomão Baruki para discutir o tema.

O evento contou com o apoio do Conselho Municipal Sobre Drogas (COMAD) e do Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e reuniu várias autoridades envolvidas com a questão. “O uso abusivo de drogas leva a um estado de dependência que tira a dignidade do ser humano, destrói famílias, financia a criminalidade e envergonha a sociedade como um todo”, comentou a presidente do COMAD e coordenadora do CAPSad, Liliane Pinho.

Para o professor Edgar Aparecido da Costa, diretor do Campus do Pantanal, o evento a audiência é de fundamental importância para a sociedade corumbaense, principalmente pelas particularidades da região. “Somos um município de fronteira. Por isso precisamos encarar esse problema das drogas de frente”, afirmou.

Na área da repressão, o palestrante foi o delegado da Polícia Federal, André Correa da Costa Meirelles de Oliveira. O tratamento foi debatido pelo chefe da Clínica de Psicologia da UFMS, Doutor Luis Fernando Galvão.

O defensor público Carlos Eduardo Oliveira Souza abordou o tema reinserção social, enquanto o coordenador do curso de Direito do CPAN, Aurélio Tomaz Briltes, fala sobre prevenção. A atividade fez parte da Semana Nacional Antidrogas, que este ano propõe como tema “A educação na prevenção ao uso de drogas”.