Prefeitura destaca importância da Marinha na qualidade do turismo fluvial

É impossível falar sobre a miscigenação étnica, linguística e cultural de Corumbá sem citar o êxodo de inúmeros militares da Marinha do Brasil, principalmente do Rio de Janeiro, rumo à Ladário e à Cidade Branca. Nem mesmo desprezar a importância da autoridade marítima federal em uma cidade ladeada pelo gigantesco e caudaloso rio Paraguai, que banha quatro países da América do Sul e que oferece um corredor bio-oceânico com acesso aos Oceanos Pacífico e Atlântico.

 

Por esse motivo, a prefeitura, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal (FUNDTUR/Pantanal), promoveu nesta quinta-feira, 20, um encontro com cerca de 40 integrantes do 6º Distrito Naval no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez. “A Marinha é uma importante parceira do turismo de Corumbá, pois um dos principais atrativos e pontos de visitação da nossa cidade é o rio Paraguai, que sustenta a atividade de pesca”, explicou o secretário-executivo da FUNDTUR/Pantanal, Luiz Ricardo Julião Rocha. “Não podemos pensar em atividade turística sem qualidade e segurança dos equipamentos fluviais que serão usufruídos pelos empresários e por aqueles que nos visitam, por isso a importância da Marinha e da Capitania dos Portos”, acrescentou ele, que reforçou a importância dessas instituições no controle e fiscalização das atividades e equipamentos fluviais.

 

Em seguida, apresentou um vídeo institucional com os principais atrativos turísticos de Corumbá, a história da cidade, os tradicionais eventos, como o Carnaval Cultural, o Banho de São João e o Festival América do Sul, os pontos de visitação e de acomodação mais procurados pelos turistas, e até um vídeo com a participação de Corumbá no Dança da Galera, o quadro do programa Domingão do Faustão.

 

O capitão-tenente Ricardo Ramos Freire, do 6º Distrito Naval, elogiou a iniciativa da prefeitura e da FUNDTUR/Pantanal. “Achei muito positivo, pois a maioria ainda não tinha tido acesso a esse material tão rico sobre a história, a cultura e o turismo de Corumbá”.

 

Para o secretário Luiz Julião, as reuniões com todos os atores do trade turístico são importante e devem ser ampliadas. “Esse trabalho de sensibilização e integração com nossos parceiros no turismo é algo permanente, que faremos ao longo do ano. Depois, em um segundo momento, envolveremos as escolas, alunos, professores, enfim, toda a sociedade civil”, antecipou.