Pescadores retiram mais de 600 quilos de lixo das margens do Paraguai

Quarenta pescadores e pescadoras profissionais de Corumbá deixaram de lado seus equipamentos de pesca na manhã desta segunda-feira, 03, e participaram de um verdadeiro mutirão de limpeza das margens do Rio Paraguai, na área urbana da cidade. Foi durante uma gincana realizada pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, em parceria com a Colônia de Pescadores Profissionais Z 1, com apoio do Ministério da Pesca.

 

De barco, com camisetas e bonés amarelos (confeccionados especialmente para o projeto da Coleta Seletiva), o grupo navegou por toda a extensão do Rio Paraguai e Baia do Tamengo, na área urbana, retirando da margem todo tipo de material (lixo) considerado maléfico à natureza e à própria saúde do ser humano.

 

E o resultado não poderia ter sido melhor. Em duas horas de ação, os participantes da gincana retiraram mais de 600 quilos de lixo das margens. “Teve de tudo. Saco plástico, garrafa pet… Coletaram até pneus e sucata”, afirmou a diretora-presidente da Fundação de Meio Ambiente, Luciene Deová de Souza.

 

A iniciativa da gincana foi da própria Cooperativa de Pescadores. “Quando estávamos elaborando a programação, a Luciene de Lima (presidente da Cooperativa) deu a ideia e foi aceita. Por ser uma segunda-feira, dia de trabalho deles, o número de participantes nos surpreendeu. Isto é bom. Mostra que os pescadores e as pescadoras também se preocupam com a limpeza das margens do rio e evita que, na cheias, a água leve tudo para o leito do Paraguai”, explicou Deová.

 

A gincana abriu a Semana do Meio Ambiente na cidade. Luciene de Lima informou que esta é a segunda vez que a ação acontece na cidade. Na primeira, em 2011, os pescadores retiraram meia tonelada de lixo das margens do Paraguai.

 

Pescadora e moradora na margem esquerda do rio, bem em frente à cidade, Eliane Almeida Silva, 39 anos, gostou da ideia e não pensou duas vezes e trocou seus afazerem domésticos e a pescaria, pela limpeza do Paraguai. “É muito bom. Ajuda despoluir o rio que já está sofrendo muito com a decoada. Normalmente a gente já faz isto e retira o lixo das margens quando a gente está pescando”, afirmou.

 

A ação distribuiu dez kits de pesca para os pescadores e pescadoras que coletaram a maior quantidade de lixo. Participaram também de sorteio de prêmios, entre eles, coletes salva-vidas. Após o encerramento da gincana, uma equipe fez a separação do lixo reciclável que será comercializado. A renda será revertida à própria Colônia de Pescadores.