Festeiros mantêm viva tradição e fé do Arraial Banho de São João

Mais de 100 festeiros desceram a ladeira Cunha e Cruz entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira, mantendo viva a fé, devoção e tradição do Arraial do Banho de São João. Parte principal da festa junina, os devotos do Santo, que no Pantanal ganhou fama de casamenteiro, começam os preparativos desde o início do dia, quando preparam o andor, o altar e a comidas servidas depois da reza.

 

O prefeito Paulo Duarte e a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, acompanhados dos vereadores Marcelo Iunes, Tadeu Vieira e Luciano Costa estiveram em quatro desses festejos. Logo depois da missa celebrada no Santuário de Nossa Senhora da Candelária, a comitiva seguiu para o arraial de Alfredo Ferraz, um dos mais populares da cidade.

 

Seis vezes vencedor do Concurso de Andores da Prefeitura, o jovem mantém o costume de mais de 60 anos do avô com a festa de São João na rua Monte Castelo, no bairro Popular Velha. “Cresci neste espírito junino e de devoção a santo e não quero que isso acabe”, contou Alfredo Ferraz.

 

No bairro Nossa Senhora de Fátima, o radialista Pedro Paulo Miranda, o Pepe, ao lado da irmã, Rita Joana, são responsáveis pela festa iniciada pela mãe, dona Carlinda Miranda, da Tenda Espírita Caboclo Estrela do Norte, há 48 anos. Conforme Pepê, tudo começou com uma promessa feita por Dona Carlinda, pedindo a São João Batista, saúde para o filho, ele próprio. O pedido foi alcançado e, partir de então, a mãe começou a organizar as procissões que levam a imagem de São João, sobre um andor, para ser banhado nas águas do rio Paraguai.

 

No bairro Universitário, Raginalda Mendes vera mantém o hábito iniciado pela avó há pelo menos sete décadas. No começo, a festa passou para uma prima que fez promessa para resolver um problema de saúde do filho, devendo render homenagens por sete anos. Passado o período e com o pedido atendido, a celebração parou.

 

“Dona Concha”, mãe de Reginalda, resolveu assumir os festejos declarando: “São João, eu vou pegar sua festa, embora com sacrifício, mas vou fazê-la todos os anos”. Com o falecimento da mãe em 2008, Dona Reginalda deu sequência à tradição. O último arraial visitado pelo prefeito é um dos mais novos de Corumbá e representa bem a devoção que o povo tem em São João.

 

“Começamos essa festa no ano passado, como promessa para meu filho. Todo o dinheiro arrecadado com a venda das comidas típicas e das bebidas será doado ao Asilo São José”, contou o dentista Wagner Massuruá, responsável pela festa realizada na continuação da avenida General Rondon.

 

“A nossa festa de São João tem um reconhecimento nacional e isso graças à população, graças a essas pessoas que realizam essa linda manifestação, porque a Prefeitura apenas organiza o evento. Quem faz o Banho de São João acontecer e ser o sucesso que é são esses festeiros que com a sua fé realizam uma festa tão linda”, comentou o prefeito, que depois das visitas voltou ao ILA para a descida do andor oficial da Prefeitura.