Festeiros do Banho de São João são certificados como Agentes Culturais

A Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Cultura, certificou na noite desta terça-feira, 11, no Instituto de Cultura Luiz de Albuquerque (ILA), 89 festeiros do Banho de São João como agentes de preservação cultural.

Para o prefeito Paulo Duarte, essa certificação reconhece o trabalho dessas pessoas que fazem o São João. “Hoje a nossa festa de São João tem um reconhecimento nacional e isso graças à população, graças a essas pessoas que realizam essa festa, porque a Prefeitura apenas organiza o evento. Quem faz o São João acontecer e ser o sucesso que é são esses festeiros que com a sua fé realizam uma festa tão linda”.

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon, atualmente existem 123 festeiros cadastrados em Corumbá. “Apenas 70% dos cadastrados foram certificados, devido a falta de dados ou erro no cadastro deles, por isso hoje também estamos conferindo os dados daquelas 34 pessoas que não foram encontradas”, explicou.

“Graças a essa certificação e a organização dos festeiros, o município está caminhando para tornar o São João como Patrimônio Imaterial Cultural Nacional, uma vez que já temos o reconhecimento Estadual desde 2010. Para que isso aconteça durante o São João deste ano teremos pessoas do Ministério da Cultura (MinC) que fazem parte da comissão avaliadora do patrimônio imaterial federal nos avaliando”, continuou.

De acordo com o edital divulgado pela Fundação de Cultura, só devem receber o recurso aqueles festeiros que realizam a festa a mais de cinco anos ininterruptos. “A empresa que repassa esse recurso deve entrar em contato com os cadastrados no dia 20 de junho, por isso é importante que o cadastro esteja correto, para que não fique ninguém sem receber essa ajuda de custo”.

Certificação

Os devotos de São João receberam a visita de pessoas da Fundação de Cultura que coletaram dados históricos de cada festeiro, fotografaram os santos e observaram fotos que comprovaram a devoção e dedicação ao Santo. Durante essa pesquisa foi constatado que existem família que realizam essa festa há mais 50 anos, uma tradição que passa de pai para filho.