Estimulada por reformas no terminal, Andorinha inicia ampliação e modernização

Desde sua fundação, em 1988, sem passar por reformas, a rodoviária municipal de Corumbá começa agora a ser remodelada e modernizada. O primeiro passo do prefeito Paulo Duarte foi assinar um decreto passando a gestão do terminal à Fundação de Turismo do Pantanal (Fundtur/Pantanal).

 

Na sequência, foi realizado um mutirão de limpeza no local e o Chefe do Executivo assinou uma ordem de serviço autorizando o início das obras de reforma, que incluem a pintura geral da rodoviária, substituição de todas as grades e dos portões de acesso dos passageiros e dos ônibus, além de uma reforma estrutural nos banheiros, já em fase final, com a substituição dos azulejos, hidras, vasos sanitários, mictórios, lavatórios e portas de acesso e dos gabinetes, que passaram a contar com acessibilidade para os deficientes físicos.

 

Outra novidade é a recém-inaugurada sala da Fundtur/Pantanal na rodoviária, que dispõe agora de dois funcionários da fundação, em período integral, para atender e acolher o turista e todos os usuários e empresas que utilizam e trabalham no espaço.

 

Andorinha

 

Tantas mudanças motivaram a principal empresa que opera na rodoviária, a Viação Andorinha, a também investir na ampliação e modernização das suas instalações no terminal. “Já vínhamos planejando uma readequação. Com a disposição e a administração do Paulo (Duarte) em modernizar a rodoviária, esse projeto saiu do papel e começou a ser colocado em prática”, informou Gisiel Rodrigues Santos, gerente regional da Viação Andorinha.

 

A área da Andorinha no terminal passa, assim, de 25 m2 para 70 m2, com uma substancial mudança estética nas áreas externa e interna dos guichês, totalmente reformados. Somente o espaço de atendimento nos guichês será ampliado de 8 metros para 14 metros, com capacidade de 6 pontos de atendimento.

 

Também serão instalados novos paineis, com informações turísticas, e um relógio para a visualização do público. “Estamos trabalhando a todo o vapor e pretendemos entregar tudo em 60 dias para os usuários. Apesar do transtorno, comum a qualquer reforma, as pessoas tem recebido muito bem essas obras e elogiado, pois no fundo sabem que é para o bem dos turistas e corumbaenses”, disse o gerente.

 

Em obras

 

E há outras mudanças em curso na rodoviária sendo viabilizadas pela administração municipal em parceria com a Fundtur/Pantanal. Algumas delas dependem somente da finalização de processo licitatório, como a substituição de todo o gradeamento, que terá 1,80 metro de altura, e dos portões automáticos para a entrada e saída dos ônibus. Serão instaladas, ainda, câmeras, monitoradas pela Guarda Municipal, e catraca automatizada para o acesso dos passageiros à plataforma de embarque com bilhetes com códigos de barra.

 

O espaço para a circulação das cerca de 20 mil pessoas que passam mensalmente pela rodoviária também será ampliado e a administração municipal estuda novas parcerias para a implantação de uma segunda cafeteria, além de farmácia, banca de revista e até LAN House.

 

Gestão integrada

 

Parceria, aliás, será a tônica da nova gestão do terminal rodoviário. Para administrar o terminal, a FUNDTUR/PANTANAL contará com o apoio das secretarias municipais de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos (Seinfra); de Fazenda e Planejamento; da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat); e da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico.

 

A pasta de finanças cuidará do orçamento que será dirigido a cada secretaria, fundação e autarquia a partir de uma definição clara da função de cada área na nova gestão do terminal. Para isso, a FUNDTUR/PANTANAL fará um regimento interno do terminal rodoviário, conjunto de normas e procedimentos que balizarão o funcionamento do local.

 

A Guarda Municipal e a área de Segurança Pública cuidarão da segurança do terminal e estudam a instalação de câmeras de monitoramento no local. Além disso, articularão com a Polícia Militar uma ação permanente para o reforço dos passageiros, usuários e empresas do terminal. O diálogo com a Polícia Federal também será retomado, afim de prevenir e reprimir ativamente no terminal rodoviário o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas, contrabando e outros crimes interestaduais e internacionais.

 

A Agetrat fiscalizará o trânsito no perímetro do terminal rodoviário, além dos taxistas e moto-taxistas que atendem o local. “Cada área representada é responsável por alguma coisa, nessa nova gestão moderna e participativa”, disse Hélènemarie Dias Fernandes, diretora-presidente da FUNDTUR/PANTANAL, nova pasta gestora do terminal. “Trata-se do primeiro momento, o impacto inicial do turista que chega de ônibus na nossa cidade e um equipamento importante para toda a população”.