Em formatura, prefeito anuncia cursos profissionalizantes nos bairros

Corumbá conta com mais 106 novos trabalhadores capacitados pelo Centro de Qualificação para o Trabalho Dom Bosco. A formatura do novo grupo aconteceu na noite desta terça-feira, 04, e entre os novos profissionais estão alunos dos cursos realizados em parceria pela Prefeitura Municipal com a Fundação Ueze Zahran, e também do Projeto Se Essa Rua Fosse Minha.

O prefeito Paulo Duarte participou da solenidade e lembrou que a educação tem recebido uma atenção especial da sua administração. Ele ressalta que a educação é a base de tudo e que, os novos 106 profissionais formados pelo Centro Dom Bosco, demonstraram “vontade de ter seu próprio sustento” e que “isso só é possível com a qualificação profissional. Por isso vamos aumentar as vagas e ampliar esses cursos para os bairros da cidade”, anunciou.

Quem também participou do ato foi a secretária Andréa Cabral Ulle, de Assistência Social e Cidadania, pasta que coordena o Centro de Qualificação, em parceria com a Missão Salesiana. Ela comentou que os cursos estão atingindo seus objetivos “proporcionando aos jovens e adultos, conhecimentos por meio da qualificação para serem inseridos no mercado de trabalho. “Além de formarmos essas pessoas também ensinamos como elas devem entrar no mercado de trabalho, como elaborar um currículo e como se apresentar, isso tudo graças aos parceiros, dessa forma estaremos ajudando a desenvolver a autonomia das famílias envolvidas”, destacou.

Primeira turma

O gerente de Trabalho e Qualificação Profissional da Casa da Cidadania, Dilson Antonio Morais da Fonseca, lembrou que esta é a primeira turma capacitada pelo Centro Dom Bosco este ano. Já o subsecretário de Assistência Social e Cidadania, Nilo Correa, observou que, agora em junho, novas inscrições estão sendo abertas para qualificar mais trabalhadores em Corumbá.

Os cursos ministrados pelo Centro Dom Bosco são destinados a famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família, atendidas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), do programa CAPS A.D. de Corumbá e Ladário, do programa Habilitar, pais e alunos das escolas públicas, casa de passagem e até cidadãos bolivianos residentes nas cidades que fazem fronteira com Corumbá.

Os novos formandos são das áreas de manicura e pedicura, secretariado, libras, cabeleireiro, além do curso de informática realizado em parceria com a Fundação Ueze Zahran, e de pedreito, pintor e armador de ferragem, que atenderam trabalhadores do projeto Se Essa Rua Fosse Minha.

Para a estudante Jeisiane Barros da Silva, o curso de libras será um complemento para o curso de pedagogia que está cursando. “Como já estou terminando a minha faculdade, esse curso será de extrema importância pra mim. Se eu encontrar uma criança com deficiência, esse curso vai me ajudar a me comunicar com ela”, explicou. Ela já pensa em fazer o curso de libras intermediário.

Alice da Costa Soares, fez o curso de cabeleireiro e afirma realizar um sonho muito antigo. “Eu já cortava o cabelo dos meus familiares, mas não sabia fazer escova, nem usar a chapinha e nem fazer a cauterização. Agora me sinto realizada e muito feliz”, disse. Ela informou ainda que já está tendo uma renda extra. “Já comecei a colocar em prática o que eu aprendi aqui no curso e isso já me rendeu um dinheiro. Minha vida mudou com esse curso e já pretendo fazer o próximo curso nessa área que é de química”, concluiu.