Corumbá mostra seu potencial durante seminário em Foz do Iguaçu

Corumbá está participando do I Seminário Latino Americano de Turismo de Fronteira e do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu, que acontecem em Foz do Iguaçu, no Paraná, dando continuidade às estratégias adotadas pela Prefeitura Municipal, visando o fortalecimento do Portão Internacional Turístico na fronteira do Brasil com a Bolívia, que tem sido alvo de intensa discussão na região.

 

Quem está participando dos dois eventos em Foz do Iguaçu é a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal de Corumbá, Hélènemarie Dias Fernandes, que está aproveitando para conhecer incentivos para as ações que promovam o turismo de fronteira, além de divulgar com maior ênfase a Rota Pantanal-Bonito, principais destinos do turismo no Nato Grosso do Sul.

 

O Seminário, que se encerra nesta sexta-feira, 14, é realizado pelo Instituto Polo Internacional Iguassu, com apoio da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e da Organização Mundial do Turismo (OMT). Tem como foco o “Turismo como Fator de Integração e Desenvolvimento da Faixa de Fronteira do Brasil”, uma maneira de entender a importância, refletir e planejar o turismo no espaço de fronteia sob um conceito que até então é pouco explorado.

 

“A importância do encontro se dá pela oportunidade de colaborar com o debate sobre como a atividade turística pode promover a integração e o desenvolvimento das regiões de fronteira”, observou Hélènemarie. “Está sendo um momento para identificar oportunidades e possibilidades que apoiem a criação de novos atrativos e investimentos em infraestrutura para a região, além de nos permitir conhecer melhor o efeito econômico da instalação de free shops do lado brasileiro das fronteiras terrestres, um dos temas em pauta”, completou.

 

Para a diretora-presidente, o Seminário, além de colaborar para a promoção de ações que buscam o desenvolvimento das atividades turísticas na Faixa de Fronteira do Brasil, está permitindo ainda otimizar as iniciativas dos diferentes atores e setores – nacionais e internacionais, visando sempre a integração e o desenvolvimento sustentado dos municípios, estados e países envolvidos.

 

Para Hélènemarie, o Turismo de Fronteira possibilita a promoção do aumento do fluxo de turistas na região, como gerador de riqueza para o Brasil e Bolívia, no caso específico da região de Corumbá. “Precisamos trabalhar conjuntamente e aumentar o pernoite por turista e também desenvolver projetos para aproveitar os recursos naturais e culturais valiosíssimos que temos”, explicou.

 

O evento acontece em paralelo à programação do VIII Festival de Turismo das Cataratas, com participação efetiva de agentes e operadores internacionais, principalmente dos países do Mercosul. “Este é um momento em que estamos aproveitando para aproximar as relações com os países próximos, facilitando a vinda desse turista que é atraído pelas distâncias menores e pelas semelhanças culturais”, conclui a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal de Corumbá.

 

Nesta sexta-feira, ao final do encontro, os participantes do evento apresentarão uma agenda de trabalho com os resultados dos debates e farão a Entrega da Carta do evento às autoridades.