Três eixos discutem plano integrado de enfrentamento à violência

Durante o seminário “Saúde da Mulher: diálogos estratégicos de enfrentamento a violência”, os participantes participam de três painéis temáticos para melhor discutir e apontar soluções para o tema. De acordo com a gerente de Políticas para a Mulher de Corumbá, Cristiane Santana, serão elaboradas estratégias de atuação e um plano integrado de trabalho, com metas para serem aplicadas ainda neste ano.

O tema “O papel da rede Intersetorial de Enfrentamento à violência contra a mulher para a sociedade brasileira” foi coordenado pela pedagoga Cláudia Araújo de Lima.  Representante do Ministério da Saúde, é servidora do quadro permanente do Ministério e integra como titular o Comitê de Monitoramento do Pacto Nacional de Enfrentamento da Violência contra à Mulher, o Fórum Permanente de Enfrentamento da Violência contra Mulheres do Campo e da Floresta, Comitê Técnico de Operacionalização do Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Cláudia ainda participa das cooperações internacionais de implementação/operacionalização de ações de enfrentamento da violência contra mulheres, atuando nos últimos cinco anos na cooperação Brasil-Guiné-Bissau-Fundo de População das Nações Unidas e Cooperação Internacional Tripartite Brasil-Cuba-Haiti para o fortalecimento do Sistema de Saúde Haitiano.

A pedagoga é Especialista e Mestre em Reabilitação da Pessoa com Deficiência pela Universidade de Salamanca/Espanha; Mestre em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz na área de Gestão de Redes e Serviços de Saúde; Assessora Técnica da Área Técnica de Saúde da Mulher, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde. Doutoranda em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz na área de Violência e Saúde.

O painel “Políticas de Governo para o enfrentamento à Violência contra a Mulher em Mato Grosso do Sul” foi apresentado pela subsecretária da Mulher e Promoção da Cidadania do Estado, Elza Maria Tae-Lochi. “A estrutura em rede para o enfrentamento da violência contra a Mulher no município de Corumbá”, foi debatido por Renata Papa, da Secretaria de Assistência Social e Cidadania.

Já Lielza Carrapateira, da Secretaria Municipal de Saúde, abordou o tema “Ações em Saúde e o atendimento às mulheres em situação de violência em Corumbá”. Os debates foram coordenados pelo subsecretário de Assistência Social e Cidadania do Município, Nilo Correa. No período da tarde acontecem as oficinas de trabalho. O Seminário termina às 17 horas.

Além do prefeito Paulo Duarte, a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini, as secretárias Dinaci Ranzi (Saúde) e Andréa Ulle (Assistência), a delegada Joilce Silveira Ramos, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Elizabeth Negrete, o defensor público Carlos Eduardo Oliveira de Souza, e a representante do Forumcorlad, Lindivalda Santos, também participaram da cerimônia de abertura.