Prefeito diz que festival amadurece a gastronomia corumbaense

A segunda edição do Festival Gastronômico Sabores das Américas (Fegasa) acontece em Corumbá até o próximo domingo e está sendo uma grande oportunidade para o amadurecimento do setor da gastronomia corumbaense. É o que entende o prefeito Paulo Duarte que participou ontem, 02, da abertura do evento no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez.

 

Para o chefe do executivo corumbaense, este “é o momento de Corumbá mostrar sua cultura por intermédio de seus sabores, e também de ampliar seus serviços, oferecendo pratos diferenciados, a partir dos diversos cursos e oficinas que serão ministrados durante esse período”.

 

Descontraído, Paulo aproveitou a abertura do festival para revelar um de seus sonhos. “Eu acho a gastronomia algo muito charmoso. Gostaria muito de aprender a cozinhar. Acho essa arte incrível’, disse, prometendo que irá aprender a fazer um bife a cavalo, principal prato que era servido nos restaurantes dos trens que faziam a rota Corumbá – Campo Grande.

 

A segunda edição do Festival Gastronômico Sabores das Américas está acontecendo no Centro de Convenções, paralelo ao 10º Festival América do Sul (FAS). O evento está reunindo especialistas da gastronomia de várias regiões do Brasil e de países sul-americanos.

 

É realizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal de Corumbá, e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) do Pantanal. Tem a parceria do Governo do Estado, por meio da Fundação de Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul (FUNDTUR/MS), Serviço Nacional do Comércio (SENAC/MS).

 

Na abertura, a diretora-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brumm observou que o Fegasa complementa “a programação cultural que o Festival proporciona a todos que participam dessa celebração de cultura”. Enfatizou que o Estado de Mato Grosso do Sul “é muito rico em ingredientes que possam somar e criar novos pratos e novas possibilidades, não apenas para a gastronomia regional, mas em todo mercado nacional”.

 

A presidente da Fundação de Turismo, Hélènemarie Dias Fernandes, afirmou que Corumbá ganha muito com o Festival Gastronômico. “È mais um motivador para criação dos nossos bares e restaurantes. Futuramente queremos levar essa modalidade para as ruas, para que a gente tenha barraquinhas, oferecendo comidas sul-americanas também”, destacou.

 

Cursos

 

A abertura contou com a primeira palestra da programação. O chef de cozinha Joca Mesquita, diretor e chef executivo da Aguce Gastronomia, do Rio de Janeiro, abordou o assunto “Sustentabilidade na cozinha – princípios do slowfood e da ecogastronomia”. “Estamos voltados a modernidade e não sabemos o que comemos e a forma que comemos. O slowfood e a ecogastronomia, proporcionam esse conhecimento, o conhecimento sobre os alimentos que comemos e a forma saudável de prepará-los e conservá-los”, afirmou na palestra.